Sociedade

Vereador japonês propõe distribuir preservativos “furados” para aumentar natalidade

O vereador da cidade de Shinshiro, em Aichi, admitiu que sua proposta foi “inadequada” e pediu desculpas.

Atualizada em 30/01/2016


Um membro da assembleia municipal na província de Aichi propôs distribuir preservativos “furados” para casais como forma de conter a queda da natalidade na região, informou a secretaria da assembleia na sexta-feira (18), quatro dias após um colega parlamentar, membro do Partido Comunista Japonês (PCJ), escrever sobre a “proposta” em seu blog, no qual a classifica de “indecorosa e sem noção”.

Após a controversa proposta, feita durante uma reunião da Câmara Municipal de Shinshiro, em Aichi, o vereador independente Tomonaga Osada recebeu uma repreensão verbal do Presidente da Assembleia, que também decidiu suprimir os comentários na ata da sessão ocorrida no dia 18 de junho.

Osada, de 49 anos, está cumprindo seu terceiro mandato como membro da assembleia em Shinshiro, uma cidade com população estimada em cerca de 49.000.

O vereador disse a Agência Kyodo que desejava promover uma aproximação da população local com a Câmara Municipal, em uma tentativa de torná-la mais simpática, uma vez que é vista como conservadora.

Osada disse ainda que foi levado pelo desejo de ver as pessoas criando seus filhos em Shinshiro, mas admitiu que sua proposta foi “inadequada” e pediu desculpas pelo ocorrido, classificando sua atitude como “devaneio momentâneo”.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários