Sociedade

Escola no Japão é processada por morte de aluno

Um jovem de 15 anos pulou da janela da sala de aula após ser fortemente repreendido pelo professor.

Do Mundo-Nipo

Os pais de um aluno que morreu em Kanazawa (Ishikawa) abriu um processo contra um professor e o colégio onde leciona, alegando que o filho foi agredido antes de cair da varanda da sala de aula, informou nesta terça-feira (19) o jornal Sankei.

 

Colégio Seiryo Koukou (Imagem: Reprodução/Google Maps)

Um adolescente de 15 anos pulou da janela da sala de aula, no colégio Seiryo Koukou, após ser fortemente repreendido pelo professor (Imagem: Reprodução/Google Maps)

 

A família exige uma compensação de 140 milhões de ienes. O caso ocorreu em outubro de 2012, no colégio particular Seiryo Koukou.

Segundo o processo, o menino (de 15 anos na época) foi reprimido por um professor ao ser flagrado mexendo no telefone celular durante uma aula.

O professor teria agarrado o colarinho do menino, que “entrou em pânico”, segundo os pais, e pulou da varanda da sala de aula, morrendo em seguida.

A família também alega que sofreu danos psicológicos porque a escola divulgou, durante uma coletiva de imprensa, que o aluno teria confidenciado a um colega de classe que queria cometer suicídio por ter tirado notas vermelhas na prova.

O colégio Seiryo Koukou divulgou, através de um advogado, que não houve agressão por parte do professor e que vai enfrentar o processo judicial até o fim, indicando que não pretende fazer qualquer tipo de acordo com a família.

*A matéria acima pertence a revista Alternativa.jp.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários