Sociedade

Tribunal de Tóquio anula pena de morte para réu que matou esposa, filha e um homem de 74 anos

O juiz disse que foi um erro condená-lo à morte, alegando que foi dado demasiada ênfase aos crimes anterior ao julgamento do crime em questão.

Do Mundo-Nipo

O Tribunal Superior de Tóquio derrubou nesta quinta-feira (20) a decisão de um painel formado por três profissionais e seis jurados que condenou um homem de 62 anos à pena morte por assassinato, comutando a pena para prisão perpétua.

 

Tribunal (Foto: SXCPhotos)

O juiz Hitoshi Murase disse que foi um erro condená-lo à morte, alegando que foi dado demasiada ênfase aos crimes anterior ao julgamento em questão (Foto: SXCPhotos)

 

Em março de 2011, o Tribunal Distrital de Tóquio deu a pena de morte para o réu, Kazuo Ino, pelo assassinato de Nobuji Igarashi, de 74 anos. Entretanto, o crime ocorreu apenas seis meses após o réu ter cumprido pena de 20 anos de prisão por matar sua própria esposa e filha em 1988.

Ao entregar a sentença de anulação, o Juiz Presidente do Tribunal Superior de Tóquio, Hitoshi Murase, disse que o Tribunal de Primeira Instância errou ao condená-lo à morte pelo assassinato de Nobuji Igarashi, alegando que foi dado demasiada ênfase e consideração ao crime anterior, que nada tinha com o julgamento em questão, pois o réu já havia cumprido pena de 20 anos pelos dois homicídios.

As informações são da agência Kyodo.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*