Sociedade

Yamanashi e Shizuoka consideram cobrar taxa de entrada sobre Monte Fuji

As conversações ocorrem no momento em que o Japão pretende ter o Monte Fuji aderido a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Do Mundo-Nipo

Os governadores das províncias de Yamanashi e Shizuoka comunicaram neste sábado que estão considerando a introdução de uma taxa de admissão sobre o Monte Fuji, como forma de financiar os esforços de proteção ambiental no local.

 

Monte Fuji sendo refletido no lago Yamanaka, prefeitura de Yamanashi. (Foto: Aflo Images)

Monte Fuji sendo refletido no lago Yamanaka, prefeitura de Yamanashi. (Foto: Aflo Images)

 

As conversações ocorrem no momento em que o Japão pretende ter o Monte Fuji aderido a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Os governadores discutiram a introdução de uma taxa de admissão para cerca de 15 anos, devido à deterioração ambiental. Contudo, há um preocupação com a possível queda no número de turistas.

“É provável que pediremos aos alpinistas para compartilhar determinados encargos”, disse Shomei Yokouchi, governador de Yamanashi, para imprensa japonesa. “Eu acho que nós vamos cobrar taxas de admissão”, disse por sua vez  o governador de Shizuoka, Heita Kawakatsu, segundo informações da agência Kyodo.

 

 

saiba mais


Erupção no Monte Fuji pode causar evacuação de 567 mil pessoas


Governador de Shizuoka quer cobrar taxa de entrada sobre Monte Fuji


Estudo revela erupção vulcânica “catastrófica” a qualquer momento no Japão


Monte Fuji, um venerado vulcão cujo repouso mantém o Japão em alerta


 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários