Notícias Sociedade

Escândalo da carne chinesa leva Japão a reforçar controle de importações

Yoshihide Suga disse que Japão “tomará medidas firmes para evitar que alimentos potencialmente problemáticos possam entrar” no país.

Do Mundo-Nipo com Agências

O governo japonês vai reforçar seu sistema de controle dos alimentos importados após o escândalo da carne estragada supostamente fornecida pela companhia chinesa Shanghai Husi, que afetou duas empresas japonesas.

 

Trabalhadores na fábrica Xangai Husi em 20 de julho (Foto: AJW/CFP)

Trabalhadores na fábrica Xangai Husi em 20 de julho (Foto: AJW/CFP)

 

O Japão “tomará medidas firmes para evitar que alimentos potencialmente problemáticos possam entrar” em seu território, disse o ministro porta-voz do gabinete Executivo japonês, Yoshihide Suga, em entrevista coletiva na quarta-feira (23).

Por enquanto, o governo ordenou a suspensão de “todas as importações de produtos alimentícios procedentes da companhia em questão”, declarou Suga à agência Kyodo.

O ministro porta-voz acrescentou que o Executivo “não recebeu por enquanto” nenhuma informação de Pequim sobre o caso.

Autoridades policiais chinesas detiveram cinco pessoas dentro de sua investigação sobre a Husi, uma fornecedora de cadeias de fast-food suspeita de vender carne estragada a seus clientes.

A Administração de Alimentação e Remédios de Xangai confirmou que selou nas últimas horas cerca de 100 toneladas de carne que tinham sido compradas da empesa investigada por nove companhias diferentes.

Por sua vez, o McDonaldss do Japão e o operador japonês de lojas 24 horas FamilyMart cancelaram suas importações de frango da companhia chinesa, e retiraram de seus estabelecimentos alguns de seus produtos.

Na terça-feira (22), o McDonald’s  anunciou o cancelamento das vendas de nuggets em cerca de 500 lanchonetes na região de Kanto, no leste do Japão. Segundo a companhia, os produtos fabricados pela fornecedora chinesa teria usado carne de frango vencida.

A Shanghai Husi foi fechada no último domingo por reguladores locais após uma matéria na TV mostrar funcionários usando carne estragada e recolhendo carne do chão para acrescentar à mistura.

(Com informações das agências EFE, Reuters e Kyodo)

 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário


*