Sociedade

Mulher da à luz em sanitário e recém-nascido é resgatado de esgoto no Japão

Após o parto inesperado, o bebê caiu no vaso sanitário e ficou preso no esgoto, a um metro e meio de profundidade.

Do Mundo-Nipo

Os bombeiros da prefeitura de Okayama responderam um chamado de emergência na última quinta-feira para resgatar um recém-nascido que estava preso no esgoto de um banheiro depois de ter caído quando a mãe, que supostamente não sabia estar grávida, deu à luz em um tradicional vaso sanitário japonês, informou nesta sexta-feira o portal RocketNews24.

 

Recém-nascido preso em esgoto de banheiro no Japão (Imagem: RocketNews24)

Após o parto inesperado, o bebê caiu no vaso sanitário e ficou preso a um metro e meio de profundidade (Imagem: RocketNews24)

 

Segundo o portal, a mãe teria dado à luz de forma inesperada às 06h00 (hora local) de quinta-feira (27), quando o bebê caiu no vaso sanitário e ficou preso a um metro e meio de profundidade.

De acordo com os bombeiros, o piso do banheiro teve de ser todo quebrado para o resgate poder ser realizado, pois esse tipo de sanitário japonês é antigo e diferente dos usuais. Contudo, por volta das 07h40, eles finalmente conseguiram retirar o bebê do fundo do esgoto.

Felizmente o recém-nascido não sofreu ferimentos e foi levado para um hospital local, onde passa bem. Mas a mãe encontra-se em tratamento para recuperar-se de um excessivo sangramento.

“Eu senti algo desconfortável em meu corpo. Eu não sabia que estava grávida”, disse a mãe aos bombeiros.

De acordo com um estudo publicado no British Medical Journal, este fenômeno, conhecido como “negação de gravidez”, é mais comum do que se pensava inicialmente. Um levantamento realizado em Berlin sugere que a taxa de negação de gravidez é de 1 em 2.455. O número revela uma propensão três vezes maior do que ficar grávida de trigêmeos (1 em 7.225).

Especialistas dizem que o problema pode levar a uma condição mental em que a mãe se convence que não está grávida, apesar das mudanças que ocorrem em seu corpo. Em alguns casos, esta crença pode fazer com que a mãe pare de ganhar peso e até continue menstruando normalmente.

Os médicos disseram que o bebê e a mãe foram incrivelmente sortudos pelo fato do parto ter ocorrido com sucesso, mesmo sem a ajuda de um profissional.

Um incidente semelhante ocorreu na China, a cerca de um mês atrás, porém, a condição de ‘mães’ é distinta, já que a chinesa confessou ter escondido a gravidez e com o agravante de ainda estar sob suspeita de ter deixado o filho recém-nascido cair ‘deliberadamente’ no sanitário.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*