Sociedade

Após endurecer leis de imigração, Japão fornecerá US$ 810 milhões a refugiados

Shinzo Abe deve anunciar a nova parcela de ajuda quando discursar na Assembleia-Geral da ONU, na terça-feira.

Do Mundo-Nipo

O Japão vai fornecer cerca de 810 milhões de dólares em ajuda aos refugiados sírios e iraquianos, segundo informou nesta segunda-feira (28) a emissora pública NHK, acrescentando que o primeiro-ministro Shinzo Abe deve anunciar a nova parcela de ajuda quando discursar na Assembleia-Geral da ONU, na terça-feira (28).

A ajuda financeira acorre depois que o governo japonês revisou, no início deste mês, as leis que regem o controle de imigração no Japão, endurecendo ainda mais as regras para controlar o fluxo de refugiados no país. Segundo ativistas, as mudanças tornam o país um dos mais restritos do mundo para pessoas que precisam de proteção.

Entre um número recorde de 5 mil pedidos no ano passado, Japão aceitou somente 11 pessoas que buscaram asilo no país.

Na última sexta-feira, a ONU alertou que não consegue enxergar uma diminuição no fluxo de refugiados na Europa, com 8 mil desembarques por dia, e que os problemas enfrentados atualmente pelos países europeus podem ser somente “a ponta do iceberg”.

Apear do alerta, Japão não fez referência alguma sobre a possibilidade de aliviar suas condições para aceitar refugiados.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários