Tecnologia

Pokémon Go passou dos 11 milhões de downloads em 3 dias no Japão

Usuário de Pokémon Go encontra um Bulbasaur em uma departamentos em Tóquio (Foto: Takuya Isayama/AJW Images)

Pokémon Go já superou o popular Puzzle & Dragons, que levou mais de um ano para alcançar 10 milhões de downloads.

O fenômeno global Pokemon Go superou a marca dos 11 milhões de downloads em seus três primeiros dias de lançamento no Japão, um intento recorde e que o popular jogo Puzzle & Dragons, também exclusivo para smartphone,  levou mais de um ano para alcançar, informou nesta segunda-feira (1) o jornal ‘The Asahi Shimbun’.

De acordo com estimativas da ‘Values Inc.’, empresa de pesquisa com sede em Tóquio, cerca de 11,47 milhões de pessoas no Japão baixaram o aplicativo do jogo para smartphones entre os dias 22 a 24 de julho, ou seja, em seus três primeiros dias de lançamento no país, o que significa que cerca de uma em cada 10 pessoas a nível nacional estava jogando Pokemon Go, conforme noticiou o jornal japonês.

O número é superior aos 10 milhões de downloads do Puzzle & Dragons alcançados em mais de um ano desde sua estréia no Japão, em 2012. Puzzle & Dragons foi lançado pela GungHo Online Entertainment Inc.

Agora, com mais de uma semana desde o lançamento do game no Japão, acredita-se que o número de downloads deve ter duplicado. Os números exatos serão divulgados pela ‘Values Inc.’ após Pokemon Go completar um mês de lançado no mercado japonês, de acordo com anuncio da consultora e noticiado pelo ‘The Asahi Shimbun’.

Game de realidade aumentada Pokémon Go para smartphones
Pokémon Go foi lançado no ano em que os monstrinhos completam 20 anos de seu lançamento. O sucesso do game mostra que a sua popularidade não se abalou. A bem-sucedida novidade da Nintendo se baseia em permitir que os fãs capturem Pokémons no “mundo real”.

O game gratuito de realidade aumentada para smartphones com sistemas iOS e Androide permite que o jogador, usando o GPS do seu aparelho, saia caçando os monstrinhos em locais reais, como ruas, estabelecimentos, instituições públicas, incluindo museus, parques e até cemitérios.

Os usuários podem ainda disputar batalhas em ginásios espalhados pelo mundo virtual, mas localizados em pontos turísticos do mundo real.

Comentários