Notícias Tecnologia

Ameaça norte-coreana faz Japão pesquisar sobre pulsos eletromagnéticos

Pulso eletromagnético nuclear (Foto: Creative Commons)

Pulsos eletromagnéticos são capazes de afetar sistemas de comunicação e de energia elétrica.

O ministro da Defesa do Japão reiterou a necessidade do país desenvolver tecnologias eficazes para reagir contra possíveis ataques norte-coreanos com pulsos eletromagnéticos, informou a emissora estatal japonesa ‘NHK’.

Este tipo de ataque usa uma explosão nuclear em elevada altitude que gera fortes ondas eletromagnéticas. Estas ondas prejudicam sistemas de comunicação e de abastecimento de eletricidade.

Recentemente, Pyongyang se vangloriou de sua capacidade de realizar ataques deste gênero e do qual tem ameaçado o Japão.

Na terça-feira (17), o ministro japonês da Defesa, Itsunori Onodera, o Centro de Pesquisa de Sistemas Eletrônicos da Agência de Aquisições, Tecnologia e Logística, em Tóquio.

Ele assistiu a um experimento onde a intensidade de ondas eletromagnéticas artificiais é aumentada a ponto de desligar eletroeletrônicos como, por exemplo, tela de computador.

O ministro se encontrou com pesquisadores que planejam começar a trabalhar em um protótipo de bombas de pulsos eletromagnéticos em algum momento a partir de abril de 2018.

O projeto visa examinar os efeitos das bombas em equipamentos de defesa e desenvolver a capacidade de resistir a tais ataques.

Mais tarde, Onodera disse à imprensa que, desde que a Coreia do Norte ameaçou realizar ataques do tipo, tornou-se necessário o desenvolvimento da tecnologia. O objetivo é proteger instalações centrais de defesa e sistemas de serviços públicos.

Do Mundo-Nipo
Fontes: Kyodo News | NHK World News Japan.

Notícias relacionadas

» Shinzo Abe diz que apoia pressão dos EUA sobre Coreia do Norte
» Coreia do Norte diz que Japão corre risco de ver “nuvens nucleares”
» Coreia do Norte lança outro míssil sobre o Japão
» Coreia do Norte realiza teste nuclear e provoca terremoto

Comentários