Inovação

Japão e EUA vão desenvolver novo sistema operacional para supercomputadores

Em áreas além do sistema operacional, o Japão e os Estados Unidos continuarão competindo.

Do Mundo-Nipo

O Japão e os Estados Unidos irão desenvolver conjuntamente um novo sistema operacional para computadores de última geração, como forma de reduzir custos, uma vez que enfrentam forte concorrência da China.

 

Supercomputador K (Foto: divulgação/Fujitsu)

Supercomputador K (Foto: divulgação/Fujitsu)

 

O Japão havia anunciado anteriormente que planejava construir um supercomputador capaz de realizar quintilhões de operações por segundo, cem vezes mais que o desempenho do atual supercomputador “K”.

Os supercomputadores existentes executam versões personalizadas do sistema operacional livre Linux, incluindo o K, que tem cerca de 90 mil processadores.  Mas, os novos supercomputadores deverão ter centenas de milhares de processadores e exigirão um novo sistema operacional, que vá além das capacidades do Linux.

O Ministério da Ciência e Tecnologia e o Departamento de Energia dos EUA chegaram a um acordo para cooperar com o desenvolvimento do sistema operacional. A Universidade de Tóquio, a Fujitsu, a Hitachi e o Instituto de Pesquisa Riken foram apoiados pelo governo japonês para participar.

Em áreas além do sistema operacional, o Japão e os Estados Unidos continuarão competindo, em busca por computadores mais rápidos.

As informações são do jornal econômico Nikkei.

 

Para saber mais sobre Tecnologia, clique em mundo-nipo.com/tecnologia-e-ciencia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*