Notícias Variedades

Veja 10 países onde a gorjeta não é obrigatória ou ‘proibida’

Foto: Dig Japan Travel

No Japão, oferecer gorjeta é considerado ofensivo, enquanto dar gorjeta na China é um ato “ilegal”.

Atualizado em 01/06/2018


Uma pesquisa realizada pelo site de viagens TripAdvisor aponta os turistas norte-americanos como os clientes mais generosos do mundo quando o assunto é dar gorjeta. Segundo o estudo, 60% dos americanos dizem deixar um dinheirinho pelo serviço oferecido a eles.

A atitude é uma tradição no país e que não necessariamente é seguida por todos os outros. A pesquisa da TripAdvisor mostra que a maioria dos funcionários ao redor do mundo não espera receber gorjeta por seu serviço – isso porque, na média, costumam ser mais bem pagos do que os americanos.

O salário médio de um garçom na Austrália é de 15 dólares por hora – montante que inclui os benefícios -, de acordo com o site comparador de salários PayScale. Já nos Estados Unidos, um garçom recebe menos de 2,13 dólares por hora – e pelo menos 30 dólares por mês em gorjetas.

Conheça dez países em que a gorjeta não é obrigatória, segundo o TripAdvisor:
(lista em ordem alfabética)

1 Bélgica
De acordo com o site de viagens TripAdvisor, dar gorjeta não é um ato comum na Bélgica. Assim como na Austrália, a maioria parte das atividades do setor de serviços inclui a taxa de serviço na conta, tanto em restaurantes como em salões de beleza e táxis

2 Brasil
Apesar dos esforços para tornar o gesto obrigatório no Brasil, como a proposta aprovada em julho do ano passado pelo Congresso, a gorjeta continua sendo não obrigatória no país. Bares e restaurantes, por exemplo, costumam incluir 10% como “taxa de serviço” – em tese, o valor é rateado entre os funcionários -, mas a contribuição é opcional.

 3 China
É proibido dar gorjeta na China, além de ser considerado um ato indelicado. Segundo a cultura chinesa, dar gorjeta é falta de educação. Além disso, é ilegal dar gorjeta para taxistas, estando sujeito às leis do país.

4 Dinamarca
A legislação dinamarquesa diz que é necessário que qualquer taxa de serviço (incluindo gorjetas) sejam discriminadas nas contas dos restaurantes. Como a remuneração no país é alta – uma das maiores do mundo -, não é comum dar gorjeta.

5 Finlândia
O serviço prestado pelo garçom, por exemplo, está sempre incluso nas contas finais, tornando desnecessária – e até mesmo inesperada – a gorjeta no país.

6 França
Na França, sempre haverá uma taxa de serviço em sua conta. Restaurantes são obrigados a incluí-la em seus preços para que você não seja obrigado a deixar gorjeta para tudo.

7 Itália
Um valor entre 1 e 3 euros é geralmente acrescido à conta final de restaurantes italianos para que o cliente não tenha que deixar qualquer dinheiro extra. Também é praxe arredondar o valor total.

8 Japão
No Japão, dar gorjeta pode ser considerado ofensivo. O profissional do setor de serviços, incluindo taxistas, garçons, bem como vendedores e funcionários em hotéis, lojas ou qualquer estabelecimento comercial no país, geralmente recusa receber gorjetas, portanto, é aconselhável que o turista evite oferecer enquanto estiver no país. Além disso, jamais deixe de pegar o troco em lojas, mercados e comercio em geral, mesmo que seja um simples centavo. O certo é baixar a cabeça levemente antes e enquanto estiver pegando o troco, assim o turista mostrará que está grato pelo serviço/ atendimento recebido.

A cultura japonesa explica que todos os serviços já estão inclusos as taxas/impostos. Mediante isso, “não há necessidade de pagar mais pelo serviço recebido”. Veja 10 costumes importantes que é preciso saber antes de visitar o Japão.

9 Nova Zelândia
A maioria dos neozelandeses não tem o hábito de deixar caixinha porque lá os garçons recebem bem. No entanto, de acordo com o TripAdvisor, a maior parte dos funcionários do setor de serviços do país é formada por estudantes que não são bem pagos. Assim, para eles, a gorjeta faz toda a diferença.

10 Suíça
Você não precisa deixar caixinha na Suíça porque os funcionários são bem pagos. Geralmente, há também uma taxa de serviço inclusa em sua conta para que você não tenha que deixar dinheiro extra.

Do Mundo-Nipo
Fonte: Revista Veja Online. | Japan Travel.

Comentários