Variedades

Maestro Seiji Ozawa leva Grammy de melhor álbum na categoria ópera

O afamado regente japonês já foi indicado ao Grammy em oito ocasiões, mas esta foi a primeira vez que venceu.

O renomado maestro japonês Seiji Ozawa  ganhou o Grammy na categoria de Melhor Gravação de Ópera.  A cerimônia do maior e mais prestigioso prêmio da indústria musical mundial aconteceu na noite de segunda-feira (16), em Los Angeles.

Ozawa, de 80 anos, foi premiado por seu álbum “L’enfant et les Sortilèges; Shéhérazade”, que inclui a ópera “O Menino e os Sortilégios”. A gravação foi feita na edição de 2013 do Festival Saito Kinen, em Matsumoto, na província de Nagano, região central do Japão.

O afamado regente japonês já foi indicado ao Grammy em oito ocasiões, mas esta foi a primeira vez que venceu. Com a premiação, Ozawa agora figura no seleto grupo de maestros que já receberam todos os prêmios internacionais mais importantes do mundo na categoria de clássicos.

Logo após a premiação, o maestro postou uma mensagem de agradecimento na página virtual do Festival Saito Kinen.

Ozawa agradeceu a gravadora Universal Music Japan e citou, em especial, os amigos músicos na orquestra e grandes cantores, afirmando que eles foram os grandes responsáveis pela produção do álbum e, consequentemente, também são vencedores do Grammy.

O regente também agradeceu aos amigos pelos “ensaios agradáveis e produtivos” que antecederam a gravação do álbum no festival em Matsumoto.

Outros premiados na 58ª edição do Grammy
A pianista e cantora brasileira Eliane Elias ganhou o Grammy com o álbum Made in Brazil, considerado o melhor na categoria jazz latino. Lançado em 31 de março de 2015, o álbum é o 24º da artista – primeiro gravado no Brasil – que se mudou para os Estados Unidos em 1981.

Já a cantora pop Taylor Swift foi a grande vencedora da 58ª edição do Grammy. O disco 1989 foi eleito o álbum do ano dos Estados Unidos e, com o prêmio, a artista se torna a primeira mulher a vencer o principal prêmio do evento por duas vezes – em 2010, com o álbum Fearless. O disco 1989álbum já vendeu seis milhões de cópias nos Estados Unidos.

O Grammy 2016 foi marcado por homenagens a lendas musicais que faleceram recentemente. Lady Gaga fez uma apresentação em homenagem ao artista de rock David Bowie, morto em janeiro deste ano, enquanto Jackson Browne prestou homenagem ao ex-integrante da banda Eagles Glenn Frey, que morreu há menos de um mês.

A canção Uptown Funk, de Mark Ronson, com Bruno Mars nos vocais, foi eleita a gravação do ano. Ed Sheeran ganhou o prêmio na categoria de canção do ano com a música Thinking Out Loud. O prêmio parece ter surpreendido o cantor: “Meus pais vêm me assistir todo ano e toda vez eu perco”, disse.

O cantor de hip hop Kendrick Lamar recebeu 11 indicações ao Grammy – uma a menos que o recorde de Michael Jackson, em 1984 com o álbum Thriller. Ele levou o prêmio de melhor álbum de rap com a obra To Pimp a Butterfly, que já vendeu 800 mil cópias no mercado norte-americano.

Fontes: Agência Kyodo | NHK News | Agência Brasil.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários