Cultura

Teatro Kabukiza reabre em grande estilo

Uma cerimônia com tambores foi realizada em frente ao teatro para marcar a abertura oficial.

Do Mundo-Nipo

O teatro Kabukiza, lar espiritual da velha arte de mais de quatro séculos, reabriu na terça-feira em Ginza, Tóquio, depois de uma pausa de três anos após intensas obras de restauração.

 

Parte externa do Kabukiza na reabertura (Foto: Kyodo)

Parte externa do Kabukiza na reabertura (Foto: Kyodo)

 

Como parte do “kokera otoshi” série de espetáculos em comemoração a inauguração, veteranos e jovens atores kabuki encenaram no espetáculo inaugural do novo teatro.

Uma cerimônia com tambores foi realizada em frente ao teatro para marcar a abertura oficial. Depois, um programa de três partes, com uma dança especial para marcar o evento, foi realizado por vários atores, incluindo Sakata Tojuro, reconhecido pelo governo do Japão como um “tesouro nacional vivo”. O desempenho de Tojuro levou a plateia de quase 2 mil espectadores ao gritos e a incessantes aplausos.

O Kabukiza novo, que tem capacidade para acomodar confortavelmente cerca de 1900 pessoas, dispõe de um sistema de áudio atualizado, incluindo tradução em Inglês, bem como corredor de acesso livre a banheiros para pessoas com deficiência.

Um novo edifício de 29 andares, construído para abrigar escritórios, foi incorporado ao complexo do teatro Kabukiza, que agora é reforçado com estruturas para resistir a abalos sísmicos.

Instalado no luxuoso bairro comercial de Ginza, o novo Kabukiza agora conta com tecnologia como legendas em monitores instalados em todos os assentos, além de fornecer áudio individual para explicações sobre cada apresentação.

Apesar das inclusões de alta tecnologia, o teatro ainda mantém muito de seu estilo original, como a fachada, que permanece com a mesma arquitetura dos antigos castelos e templos japoneses, com seus telhados curvos e as tradicionais lanternas de papel.

Entretanto, o reconstruído Kabukiza reabre quando os japoneses ainda lidam com a perda de dois ícones da arte kabuki. Nakamura Kanzaburo, que faleceu em dezembro passado, aos 57 anos de idade, e Ichikawa Danjuro, falecido recentemente, em fevereiro, aos 66 anos de idade.

O tradicionalíssimo teatro passou por sua quinta reforma depois de ser fechado para uma severa restauração, em 2010. Ele foi inaugurado em 1889, mas foi gravemente danificado pelo “Grande Terremoto de Kanto”, em 1923, e depois pelos bombardeios durante a 2º Guerra Mundial.

 

Para saber mais sobre Cultura, clique em mundo-nipo.com/variedades/cultura. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*