Cultura

Estátua moai chilena dada ao povoado afetado pelo tsunami chega ao Japão

A estátua, criada por artesãos chilenos e enviada por mar desde o país sul-americano, será fixada no povoado de Minami Sanriku.

Da agência EFE

Moai Ahu Tongariki na Ilha da Páscoa, no Chile (Foto: Wikimedia Commons)

Tóquio, 25 dez (EFE).- Uma réplica em pedra de uma estátua moai da ilha chilena de Páscoa, dada pelo governo do Chile ao povoado japonês devastado pelo tsunami de 2011, chegou nesta terça-feira a Tóquio, cidade onde será exibida antes de ser enviada ao nordeste do Japão.

A estátua, criada por artesãos chilenos e enviada por mar desde o país sul-americano, será fixada no povoado de Minami Sanriku, um dos mais afetados pela tragédia do último dia 11 de março. A cerimônia de inauguração está prevista para o dia 25 de maio de 2013.

Antes da inauguração, a réplica de estátua moai será exibida nas cidades de Tóquio e de Osaka (centro).

Em 1991, o Chile presenteou esse mesmo povoado japonês com uma réplica de um moai e um condor de bronze. Na ocasião, o gesto fazia referência ao terremoto que afetou o país latino-americano em 1960, o qual provocou um tsunami de 2,6 metros em Minami Sanriku.

Ambas as estátuas, que estavam colocadas na Praça do Chile da cidade japonesa, foram destruídas após o último tsunami provocado pelo terremoto de 9 graus Richter registrado em março de 2011.

Durante uma visita a Minami Sanriku em março deste ano, o presidente chileno, Sebastián Piñera, anunciou que seu país enviaria uma nova réplica de moai.

Os custos da nova estátua, que tem 5 metros de altura e pesa seis toneladas, e de seu transporte foram pagos inteiramente por empresários chilenos. EFE

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários