Cultura

Academia de Hollywood homenageia Hayao Miyazaki pelo conjunto da obra

O aclamado cineasta japonês receberá o “Oscar Honorário” por sua contribuição ao cinema.

Do Mundo-Nipo

O aclamado cineasta japonês Hayao Miyazaki será homenageado pela Academia de Artes Cinematográficas e Ciências de Hollywood por suas conquistas ao longo da carreira, ou seja, pelo conjunto de sua obra que inclui filmes como “A Viagem de Chihiro”, vencedor do Oscar de Melhor Filme de Animação em 2003, “O Castelo Animado” e “Vidas ao Vento” (The Wind Rises), ambos indicados ao Oscar de melhor animação em 2006 e 2014, respectivamente.

 

Ilustração de Hayao Miyazaki e seus personagens (Imagem: Reprodução/YouTube)

Miyazaki é um dos cineastas mais consagrados da história do cinema de animação em todo o mundo (Imagem: Reprodução/YouTube)

 

A decisão foi tomada na última quinta-feira pelo conselho de diretores da Academia. O prêmio “Governors Award”, mais conhecido como “Oscar Honorário”, será entregue em uma cerimônia especial no dia 8 de novembro, em Los Angeles. O evento é dedicado a honrar a carreira de artistas que se destacaram na indústria de cinema.

O roteirista francês Jean-Claude Carriere e a atriz Maureen O’Hara também serão homenageados com as estatuetas. Carriere é roteirista de mais de 130 títulos, incluindo produções para a TV. Entre seus trabalhos mais famosos estão “A insustentável leveza do ser” (1988), “Cyrano” (1990) e “O discreto charme da burguesia” (1972). O’Hara atuou em filmes como “De ilusão também se vive” (1947), “Depois do vendaval” (1952) e “Como era verde o meu vale” (1941).

O ator, cantor e ativista Harry Belafonte receberá o prêmio humanitário “Jean Hersholt”. Ao lado de Martin Luther King Jr., ele lutou pela ampliação dos direitos civis. Em 1987, foi nomeado embaixador da Boa Vontade da Unifec.

Miyazaki, que anunciou sua aposentadoria no ano passado, será o segundo japonês a receber o prêmio. O mais que consagrado diretor Akira Kurosawa foi o primeiro a recebê-lo, em 1990.

Um dos cineastas mais consagrados da história do cinema de animação em todo o mundo, Miyazaki produziu uma série de filmes além dos indicados ao Oscar e o vencedor “A Viagem de Chihiro”. Suas produções incluem ainda obras consagradas como “O Castelo de Cagliostro” (1979), “Meu Vizinho Totoro ou Meu amigo Totoro” (1988) e “Princesa Mononoke” (1997).

Durante coletiva de imprensa, na sexta-feira (29), Miyazaki disse que se sentia honrado com a homenagem da Academia. Mas destacou que “o prêmio não era necessário para alguém que já se aposentou”. O cineasta, no entanto, afirmou que ainda assim que estava feliz com o Oscar Honorário e garantiu presença na cerimônia em Los Angeles.

(Com informações da Agência Kyodo e Jornal The Asahi Shimbun)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*