Curiosidades

Confira o vídeo da salamandra gigante que apareceu em Kyoto e virou hit na web

Confira o vídeo com a Salamandra que foi confundida com um “girino mutante” que teria atingido proporções gigantes devido aos efeitos da radiação.

Do Mundo-Nipo

Uma salamandra ganhou destaque no Internet após ser confundida com um “girino mutante” que teria atingido proporções gigantes devido aos efeitos da radiação.

 

Salamandra japonesa gigante (Imagem: Reprodução/YouTube)

A salamandra japonesa pode atingir 1,5 metro de comprimento é uma espécie ameaçada de extinção (Imagem: Reprodução/YouTube)

 

O animal foi encontrado perto do rio Kamo, em Kyoto, no último sábado, e chamou a atenção dos moradores e até da polícia.

Um usuário do Twitter postou fotos da salamandra e outros internautas que não sabiam da existência desse anfíbio compartilharam as imagens, mas insinuando tratar-se de mostro mutante. Alguns usuários “retuitaram” as fotos com textos sensacionalistas como “a radiação se tornou um problema grave”, insinuando que um “girino” tinha adquirido um tamanho anormal.

A salamandra japonesa pode atingir 1,5 metro de comprimento é uma espécie ameaçada de extinção, classificada no Japão como Patrimônio Natural.

Embora sejam raras, algumas costumam aparecer por vezes em áreas residenciais após uma forte chuva, fugindo dos rios quando estes aumentam de volume.

As fotos foram compartilhadas mais de 50 mil vezes no Twitter. Confira alguns dos textos:

“Se isso aconteceu com um girino, imagine com um gato ou cachorro”.

“Os seres humanos serão devorados”.

Felizmente, usuários sensatos apareceram para dizimar os boatos, explicando que se tratava de uma salamandra japonesa gigante (Andrias japonicus, ant. Megalobatrachus japonicus), o segundo maior anfíbio da Terra.

Nesta terça-feira (8), um usuário do YouTube postou um vídeo que mostra a salamandra passeando tranquilamente próxima ao rio Kamo.

 

Confira:

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe uma resposta