Natureza

Flores e plantas estão em plena floração em parque ecológico de Fukushima

O parque ecológico de Hanamiyama é famoso por abrigar uma grande variedade de espécies de flores, principalmente a cerejeira.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

Uma diversidade de espécies de plantas, árvores e flores está em plena floração em um famoso parque ecológico na cidade de Fukushima, capital da província homônima, no nordeste do Japão, atraindo um grande numero de visitantes interessados em apreciar a beleza da natureza durante a primavera japonesa.

Com 5 hectares de área, o Parque Hanamiyama é renomado por seus mosaicos com cerca de 20 espécies de flores típicas da primavera. Entre elas, estão flores cor-de-rosa da árvore de cerejeira da espécie “someiyoshino”, flores de pessegueiro da espécie “hana” e pétalas amarelas de “colza”, uma planta “parente” da mostarda.

Parque Hanamiyama (Foto: Japan Guide)

Durante a primavera, o parque recebe milhares de visitantes (Foto: Japan Guide)

Hanamiyama é um parque situado nas encostas que cercam um bairro rural nos arredores do centro de Fukushima. O parque foi originalmente iniciado por agricultores locais, que cultivaram plantas ornamentais e árvores floridas nas encostas dos morros, ao redor de suas terras.

O parque foi aberto ao público em 1959 e prosperou para se tornar o principal da cidade como local de contemplação das flores de cerejeira. Todos os anos, durante a primavera, milhares de visitantes correm à região para admirar não só as famosas e belas flores de cerejeira, mas também para contemplar a deslumbrante variedade da flora de Hanamiyama.

Parque Hanamiyama (Foto: Reprodução/Google Maps)

Parque Hanamiyama (Foto: Reprodução/Google Maps)

O conjunto das várias espécies de flora cobrindo as montanhas do Parque Hanamiyama proporciona um panorama magnificamente colorido, o que pode ser chamado de uma verdadeira “explosão em cores da natureza”.

== Kyodo

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários