Natureza

Animais ameaçados de extinção reaparecem após forte neve em Hokkaido

Hokkaido abriga a última fronteira selvagem do Japão e a Península de Shiretoko é a maior prova disso.

Do Mundo-Nipo

Vários animais selvagens, a maioria em risco de extinção, foram vistos no início de maio após uma neve atipicamente forte que caiu sobre a Península de Shiretoko, em Hokkaido, norte do Japão.

A raposa do norte apareceu perto de uma estrada coberta de neve, enquanto cervos Yezo mordiscavam brotos em um declive.

Uma coruja-peixe de Blakiston, espécie nativa e uma das mais ameaçadas, apareceu à noite para pescar em um rio, enquanto um encorpado urso marrom foi visto andando na orla de uma praia.

Raposa do norte, fotografado em maio de 2013 por Daisuke Suzuki / Kyodo)

Raposa do norte (Foto: Daisuke Suzuki)

Urso marrom,  fotografado em maio de 2013 por Daisuke Suzuki / Kyodo

Urso marrom (Foto: Daisuke Suzuki)

Coruja-peixe, fotografada em maio de 2013 por Daisuke Suzuki (Foto: Kyodo)

Coruja-peixe de Blakiston (Foto: Daisuke Suzuki)

Cervos Yezo, fotografados em maio de 2013 por Daisuke Suzuki / Kyodo)

Cervos Yezo (Foto: Daisuke Suzuki)

 

A importância da Península de Shiretoko

Hokkaido abriga a última fronteira selvagem do Japão e a Península de Shiretoko é a maior prova disso.

O Parque Nacional de Shiretoko ocupa praticamente toda a península. É um paraíso ecológico que abriga a maior reserva de ursos marrons do Japão, a raríssima e ameaçada coruja-peixe de Blakiston entre outras espécies raras e ameaçadas.

Por questões ambientais e de segurança, grande parte da reserva tem o acesso proibido, enquanto outras partes o acesso é permitido somente a pé. Turistas podem ir mais além, mas somente em embarcações credenciadas e em hipótese alguma é permitido desembarcar em terra firme.

A Península oferece um impressionante exemplo de interação entre o ecossistema marinho e terrestre. Da mesma maneira, apresenta fauna e flora amplamente influenciadas pela formação sazonal de gelo marinho nas latitudes mais baixas do hemisfério.

Shiteroko tem uma particular importância devido à vasta variedade de espécies encontradas, algumas delas endêmicas. O local é globalmente importante por abrigar pássaros marítimos e espécies migratórias como peixes, mamíferos marinhos e algumas espécies de cetáceos, além de raros animais nativos, onde muitos estão sendo preservados por estarem em via de extinção.

Em 2005 a UNESCO classificou o Parque Nacional de Shiteroko como Patrimônio Mundial.

No idioma Aino, Shiteroko significa “O Fim do Mundo”. Contudo, Shiteroko é, sem sombra de dúvidas, o local onde a natureza se faz sinônimo de “paraíso”.

 

Veja mais notícias sobre Natureza em mundo-nipo.com/variedades/natureza Siga também oMundo-Nipo no Twitter Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*