Costumes Curiosidade

Japoneses creem que a personalidade é determinada pelo tipo sanguíneo; veja como

©Stockvault Free Imagem

No Japão, o tipo sanguíneo pode provocar implicações na vida pessoal e profissional de um indivíduo.

No Japão, perguntar sobre o tipo de sangue de alguém é muito comum em várias situações, isso porque a sociedade japonesa, em parte, acredita que a afinidade e a personalidade de uma pessoa podem estar associadas ao grupo sanguíneo.

Essa crença, em muitos casos, pode provocar implicações na vida pessoal e profissional de um indivíduo. Um casal de namorados, por exemplo, pondera oficializar a relação quando esse tema é equacionado.

No âmbito profissional, o tipo sanguíneo, por vezes, é questionado por algumas empresas no Japão durante entrevistas de emprego.

Contam que algumas companhias japonesas investem quantias significativas para criar um determinado produto, desde refrigerantes a calendários, tendo em conta as características sanguíneas e as preferências de potenciais clientes.

Uma matéria do jornal Asahi Shimbun citou que uma importante peça de teatro teve os ensaios adiados por conta de um impasse envolvendo o grupo sanguíneo de atores, supondo que alguns deles tinham “incompatibilidade sanguínea”.

Teoria através de estudos
Em 1927, Takeji Furukawa, professor de psicologia em Tóquio, publicou o Estudo do Temperamento Através do Tipo de Sangue, na revista acadêmica Psychological Research.

A ideia rapidamente foi acolhida pelo público japonês, apesar da falta de credenciais de Furukawa, uma vez que o governo militarista da época encomendou o estudo destinado a criar “soldados ideais”.

O estudo utilizou de dez a vinte pessoas para a investigação, deixando assim de cumprir os requisitos estatísticos para generalizar os resultados para a população em geral.

O interesse pela teoria desapareceu na década de 1930. Mas foi revivido na década de 1970 por meio de livros publicados por Masahiko Nomi, um jornalista formado, mas sem credenciais médicas – ele se formou no departamento de engenharia da Universidade de Tóquio.

Na época, o trabalho de Nomi não teve críticas significativas entre os psicólogos japoneses. Isso lhe deu autoconfiança e fez com que ele continuasse a publicar dados estatisticamente significativos em vários campos. O professor Nomi publicou vários livros com esses resultados.

Em 1981, ano em que Masahiko Nomi morreu, a comunidade científica internacional passou a criticar o trabalho do professor, afirmando tratar-se de um estudo “descontrolado e anedótico”. Afirmaram ainda que a metodologia de suas conclusões não era clara.

Consequentemente, a comunidade psicológica japonesa também passou a criticá-lo, embora seus livros continuem populares até os dias atuais.

Seu filho, Toshitaka Nomi, continuou promovendo a teoria com uma série de livros e administrando o Institute of Blood Type Humanics. Depois, 2004, ele estabeleceu o Centro de Ciências Humanas ABO para futuras pesquisas e publicações.

Estudo nos EUA levanta hipótese de ligação entre genes e personalidade
Embora a comunidade internacional de psicologia afirme que não existe um consenso científico “concreto” relacionando um grupo sanguíneo ABO com traços de personalidade, um estudo realizado por cientistas norte-americanos e publicado em 2015 levantou a hipótese de que o gene da dopamina beta-hidroxilase ( DBH ) está ligado com o gene ABO. A população da amostra consistiu de 1.427 indivíduos japoneses saudáveis.

Os pesquisadores afirmaram que foi observado uma associação significativa entre os genótipos do grupo sanguíneo ABO e os traços de personalidade em um grande número de indivíduos saudáveis ​​japoneses.

No entanto, eles afirmam que esses resultados são considerados preliminares e devem ser interpretados com cautela, pois é possível que a associação entre o genótipo do grupo sanguíneo ABO e o traço de personalidade seja relativamente fraca.

Estudo de fato ou superstição?
Embora ainda não exista um estudo sobre o tema que seja aprovado pela comunidade internacional de psicologia, essa crença pseudocientífica é comumente usada por muitos japoneses e acreditar ou não em sua veracidade é meramente opcional – conforme muitos optam por acreditar que os signos astrológicos influenciam na vida de um indivíduo de acordo com a data de nascimento de cada um.

Vale ressaltar que os estudos sobre a personalidade, bem como afinidade entre pessoas com base no grupo sanguíneo ABO, não levam em conta o fator RH, ou seja, o tipo sanguíneo pode ser tanto RH positivo ou negativo.

Veja abaixo as personalidades de cada tipo sanguíneo, segundo um conjunto de estudos japoneses:

Tipo A
São pessoas tranquilas, sérias e com bom temperamento. Têm caráter forte, são de confiança e chegam a ser teimosas. Também são tímidas, introvertidas e falsas, mas, ao mesmo tempo, são leais aos amigos. Tentam esconder as emoções para se mostrarem mais fortes, enquanto, interiormente, são frágeis e um pouco inseguras. Possuem dons artísticos, mas também podem ter tendências empresariais, mas quando colocadas numa posição de poder tornam-se arrogantes e rebeldes.

Tipo B
Curiosidade é uma das personalidades mais marcantes de pessoas com sangue do tipo B. Comumente são atenciosas e fazem de tudo para proteger os interesses das pessoas que as rodeiam. Animam-se facilmente e são bastante otimistas, mas também perdem o interesse com rapidez. Identificam claramente as próprias prioridades e, muitas vezes, tornam-se egocêntricas. Têm espírito independente e personalidade forte, o que a torna muito impaciente. Contudo, são apaixonadas, curiosas, sensíveis e bastante criativas.

Tipo AB
Ao mesmo tempo que são distantes, também podem ser achegadas ao próximo. Porém, são determinantemente imprevisíveis, isso porque, com uma combinação de dois tipos de sangue, muitas vezes têm dupla personalidade: uma para aqueles que são mais próximos e outra para os que não o são. Geralmente têm muitos amigos, mas às vezes se afastam, preferindo ficar sozinhas. No geral, são pessoas criativas, racionais e atenciosas. Mas também são temperamentais e sentem-se facilmente ofendidas. Podem ser pessoas muito extrovertidas e, ao mesmo tempo, tímidas.

Tipo O
Aqueles que têm esse tipo sanguíneo geralmente são expressivos, criativos e confiantes, capazes de liderar e de motivar facilmente um grupo de pessoas, seja de amigos ou uma equipe de trabalho. São pessoas generosas, contribuindo para o bem-estar dos outros. Atletas naturais, procuram obsessivamente a vitória. São sociáveis, persistentes e confiáveis, mas não aceitam os próprios erros. São populares e gostam de ser o centro das atenções. Às vezes, revelam-se ingénuas, frias, rancorosas e imprevisíveis.

TABELA (Masahiko Nomi)

Tipo A
Melhores traços
Caloroso, reservado, sensível, paciente, responsável e cauteloso.
Piores traços
Autoritário, excessivamente sério, obsessivo, teimoso, egoísta, destemperado, desprezível.
Tipo B
Melhores traços
Apaixonado, ativo, criativo, amante dos animais, flexível, alegre, amigável e otimista.
Piores traços
Irresponsável, esquecido, egoísta, preguiçoso, impaciente e pouco confiável.
Tipo AB
Melhores traços
Criativo, calmo, racional, sociável, inteligente e adaptável.
Piores traços
Crítico, indeciso, implacável e indiferente.
Tipo O
Melhores traços
Confiante, autodeterminado, ambicioso, obstinado, intuitivo, agradável, competitivo e atlético.
Piores traços
Imprevisível, rancoroso, egocêntrico, frio, agressivo, arrogante, invejoso e implacável.

Por Maria Rosa (artigo criado originalmente em 2013)

Restrição de uso
É permitida a reprodução somente para fins educativos e desde que com o devido crédito ao Mundo-Nipo.com. Para reprodução com fins comerciais, leia a Restrição de uso.