Shiori Ito exibe cartaz com a palavra “Vitória” em japonês | Foto: Reuters

Shiori Ito exibe cartaz com a palavra “Vitória”, em japonês | Foto: Reuters