Ciência e Saúde

Japão quer iniciar vacinação contra covid-19 nos primeiros meses de 2021

Foto: iStock/Free

Japão formulou um plano com potentes verbas para agilizar simultaneamente o processo da pesquisa, desenvolvimento e produção da vacina.

  •  
  •  
  •  
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

O governo do Japão formulou um plano que visa reduzir o tempo necessário para colocar em prática a vacina contra o coronavírus. O plano consiste em acelerar todo o processo, promovendo simultaneamente tanto a pesquisa e o desenvolvimento quanto a produção de uma vacina contra o Covid-19.

O  Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão reservou 50 bilhões de ienes, ou cerca de 455 milhões de dólares, em subsídios para instituições envolvidas no desenvolvimento de vacinas, como parte de uma segunda proposta de orçamento suplementar para o ano fiscal atual, cujo término ocorre em março de 2021.

A pasta também destinou cerca de US$ 1,3 bilhão em verbas extras para incentivar empresas privadas a investir em unidades de produção de vacinas.

As principais empresas farmacêuticas, bem como várias instituições de pesquisa do país, estão atualmente envolvidas em programas para desenvolver uma vacina.

Geralmente, é necessário alguns anos para desenvolver e produzir uma vacina em massa. Contudo, o ministro da Saúde, Kato Katsunobu, afirmou que o país espera começar a vacinar a população contra o novo coronavírus na primeira metade do próximo ano.

Para tanto, o ministério também pretende facilitar o processo de aprovação da vacina.

Números do coronavírus

De acordo com o mapa mundial da Universidade Johns Hopkins, referência na contabilidade de estatísticas globais da pandemia de Covid-19, Japão soma neste domingo (7) 17.039 casos confirmados de coronavírus e 917 mortes desde que iniciou a pandemia.

No Brasil, o número é alarmante, visto que já totaliza 672.846 casos confirmados, com 35.930 mortes, o que coloca o país na segunda posição do macabro ranking de países com o maior número de infectados e terceiro com a maior mortalidade pelo novo coronavírus, atrás somente do Reino Unido (40.625) e Estados Unidos (110.047).

No mundo, o novo coronavírus infectou 6.953.808 de pessoas e já matou 401.251 até a manhã de hoje.

Mundo-Nipo (MN)
Fontes: NHK News | Johns Hopkins University.

  •  
  •  
  •  
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares