Ciência e Saúde

Japão suspenderá restrições contra Covid-19 no domingo

©Kyodo

Número de casos por Covid-19 estão em queda no Japão, mas a vacinação começou acelerar só agora, faltando 1 mês para as Olimpíadas.

O governo japonês decidiu nesta quinta-feira (17) suspender o estado de emergência para conter a pandemia de Covid-19 em Tóquio e em outras oito prefeituras, mas ainda assim manterá algumas restrições em meio à preocupação com o aumento dos casos em um momento que faltam pouco mais de um mês para o início das Olimpíadas de Tóquio.

Além da capital, o estado de emergência terminará no próximo domingo (20) em Hokkaido, Aichi, Kyoto, Osaka, Hyogo, Okayama, Hiroshima e Fukuoka.

Okinawa será a única prefeitura a permanecer em estado de emergência até 11 de julho, já que seus hospitais continuam sobrecarregados pelo aumento de pacientes infectados pelo coronavírus.

A mudança ocorre no momento em que as infecções estão reduzindo em todo o país e a vacinação aumenta gradativamente, embora os especialistas tenham alertado que o relaxamento das restrições e a disseminação de variantes altamente contagiosas do coronavírus podem provocar nova onda de infecções pelo vírus.

“Devemos ter mais cuidado para evitar uma recuperação (de infecções)”, disse o primeiro-ministro Yoshihide Suga em uma entrevista coletiva após finalizar a decisão em uma reunião de força-tarefa.

Tóquio e seis das prefeituras passarão para um quase estado de emergência até 11 de julho. Okayama e Hiroshima, onde a situação melhorou a ponto de a designação não ser mais necessária, verão as restrições suspensas depois de domingo.

Sob o estado de emergência mais brando, que permite medidas direcionadas para áreas específicas ao invés de prefeituras inteiras, servir bebidas alcoólicas será permitido até as 19 horas, desde que certas precauções contra Covid-19 estejam em vigor. Isso quer dizer que as novas medidas ainda vão exigir que bares e restaurantes fechem às 20h.

O governo limitará os espectadores de grandes eventos, como jogos esportivos e shows, a 10.000 nas prefeituras onde o estado de emergência ou quase estado de emergência foi suspenso.

Suga disse que espera que o limite de público se aplique às Olimpíadas de Tóquio, que começam em 23 de julho, e às Paraolimpíadas. É esperado que os organizadores cheguem a uma conclusão em uma reunião a ser realizada até o final do mês.

Queda no número de casos e óbitos

As infecções em todo o país estão em declínio, com 1.554 novos casos relatados na quinta-feira, enquanto os óbitos caíram para menos de 100 por dia atualmente, um número bem menor que os cerca de 7.000 casos e 200 mortes por dia durante o pico da quarta onda em meados de maio.

Mas os especialistas alertaram que um aumento no número de pessoas saindo de casa e a disseminação de variantes do coronavírus, particularmente a cepa Delta, altamente contagiosa e que foi detectada pela primeira vez na Índia, pode piorar a situação novamente enquanto os jogos estiverem acontecendo.

Vacinação

Enquanto a vacinação no Japão está acelerando – cerca de uma em cada seis pessoas receberam pelo menos uma dose -, Shigeru Omi, principal conselheiro do governo para assuntos sobre Covid-19, alertou contra a complacência.

“As pessoas terão uma sensação de segurança depois de serem vacinadas, mas é muito cedo para começar a baixar a guarda. Mantenha o uso de máscara”, disse Omi na entrevista coletiva com Suga.

Entre as cinco prefeituras atualmente em situação de estado de emergência branda, Chiba, Kanagawa e Saitama terão prorrogação até 11 de julho, enquanto Gifu e Mie sairão no final do fim de semana.

Tóquio está em estado de emergência desde 25 de abril, o terceiro desde o início da pandemia no ano passado. A medida estava inicialmente programada para terminar em 11 de maio, após os feriados da Golden Week, mas foi estendida por duas vezes, uma vez que o ritmo de declínio de casos desacelerou.

Olimpíadas de Tóquio

Adiados em 2020 por causa do novo coronavírus, os Jogos Olímpicos estão previstos para ocorrer entre 23 de julho e 8 de agosto deste ano e os Jogos Paralímpicos, entre 24 de agosto e 5 de setembro.

Embora a campanha de vacinação tenha começado a acelerar no país, menos de 16% da população recebeu ao menos uma dose e só 6% está totalmente vacinada, segundo dados do “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford.

Especialistas afirmam que é fundamental acelerar a campanha de vacinação contra a Covid-19 para poder celebrar as Olimpíadas de Tóquio com segurança.

Mediante isso, a vacinação tem ganhado tração no país de 126 milhões de habitantes. O Japão tem aplicado mais de 1 milhão de doses nos últimos dias e passou o Brasil, que tem 212 milhões de habitantes, no ritmo de vacinação diária.

== Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Kyodo