Ciência e Saúde

Japão desenvolve nova tecnologia que ajudará no combate ao Alzheimer

A nova tecnologia permitirá o diagnóstico precoce da doença, bem como ajudará a desenvolver maneiras para evitá-lo.

Do Mundo-Nipo

Um grupo de cientistas japoneses desenvolveram uma nova tecnologia para obter imagens de diagnósticos de proteínas que acumulam no cérebro dos pacientes com Alzheimer.

 

Tecnologia para combater Alzheimer (Foto: reprodução NHK)

Dois tipo de proteínas, beta-amiloide e tau, acumulam-se no cérebro das pessoas com Alzheimer. (Foto: reprodução NHK)

 

Dois tipo de proteínas, beta-amiloide e tau, acumulam-se no cérebro das pessoas com Alzheimer.

Os tomógrafos e sistemas de imagens por ressonância magnética conseguem fornecer imagens de beta-amiloide, mas até o momento nenhuma tecnologia havia sido desenvolvida para capturar imagens de tau.

De acordo com informações da rede NHK, um grupo liderado por Makoto Higuchi, do Instituto Nacional de Ciências Radiológicas, desenvolveu um agente que combina exclusivamente proteínas tau e emitem baixos níveis de radiação.

Os cientistas informaram que obtiveram sucesso com a captura de imagens de tau no cérebro através da injeção do agente em um paciente com Alzheimer, colocando o mesmo em um sistema de diagnóstico PET.

Higuchi disse que o tau pode ser um dos principais fatores que causam a doença de Alzheimer, uma vez que começa a acumular no cérebro nas fazes iniciais da doença.

Ele disse que a nova tecnologia permitirá o diagnóstico precoce da doença, bem como ajudará a desenvolver maneiras para evitá-lo.

As informações são da rede NHK.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.