Ciência e Saúde

Morrem 2 pessoas infectadas por coronavírus em navio no Japão

Foto: Reprodução/EPA

As duas mortes ocorrem após o desembarque de vários passageiros diagnosticados negativos para o coronavírus, o que tem gerado preocupações.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A emissora pública japonesa NHK noticiou nesta quinta-feira (20) a morte de duas pessoas que foram infectadas pelo coronavírus (Covid-19) no Diamond Princess, navio que está em quarentena no Japão desde o início deste mês.

Segundo a NHK. as vítimas eram um homem e uma mulher com aproximadamente 80 anos de idade. O Ministério da Saúde japonês ainda não confirmou as mortes, que seriam as primeiras entre as 621 pessoas infectadas a bordo do navio.

Liberação de passageiros

Na quarta-feira (19), começaram a desembarcar 500 passageiros que não foram contaminados pelo vírus no Diamond Princess, navio que levava um total de 3.711 pessoas de 56 nacionalidades para um cruzeiro pela Ásia quando foram identificados a bordo os primeiros casos da doença.

Passageiros são liberados da quarentena no navio Diamond Princess | Foto H. Triballeau

Diagnosticados negativos, os passageiros liberados foram autorizados a desembarcar em Yokohama. Ao mesmo tempo, 79 novos casos de contaminação foram detectados nos outros passageiros, que continuam a bordo. A decisão das autoridades japonesas provoca controvérsia no país.

Inicialmente, os 3711 passageiros e tripulantes estavam no “coronacruzeiro”, como o apelidou a mídia internacional. Além dessas primeiras 500 pessoas, outros confinados devem ser autorizados a deixar o navio até a próxima sexta-feira (21).

As condições para obter este precioso passaporte para a liberdade e a terra firme são rígidas. Somente os diagnosticados negativos nos testes de detecção da infecção, assintomáticos e que não tiveram contato com nenhum contaminado puderam deixar o navio.

Os passageiros liberados assinaram um termo no qual se comprometem a informar as autoridades sobre a evolução de seu estado de saúde. Eles deixaram o porto de Yokohama em ônibus e táxis fretados.

Preocupação aumenta

Com os novos 79 casos confirmados na quarta-feira (20), subiu para 621 o número de passageiros contaminados no Diamond Princess, que segue sendo o principal foco da doença fora da China.

Os japoneses estão preocupados. Apesar das medidas oficiais anunciadas, eles temem que uma parte dos turistas que deixaram o navio estejam infectados, devido ao prazo de incubação do covid-19. Desde o anúncio do desembarque, comentários alarmantes começaram a se propagar nas redes sociais do país.

Eles temem que os desembarcados fiquem doentes nos próximos dias e contaminem outras pessoas em terra. Uma pesquisa publicada na terça-feira (18), revela os erros do governo na gestão dessa crise sanitária do Diamond Princess.

Segundo a sondagem, a maioria dos japoneses acha que faltaram informações e explicações. Somente 39% dos entrevistados julga que o governo reagiu corretamente.

Mundo-Nipo (MN)
Principais fontes: NHK News | Agência RFI.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •