Ciência e Saúde

Japão entra em alerta máximo com recorde de casos de Covid-19

Foto: AP/Free

Japão está sofrendo nova onda de infecções por coronavírus. O país tem registrado recorde de mais de 2 mil casos diários.

  • 285
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    285
    Shares

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, disse que o país está em “alerta máximo” depois de alcançar um número recorde de infecções diárias por Covid-19. Na última quarta-feira (18), mais de 2 mil novos casos de contaminação foram registrados no Japão, com Tóquio somando quase 500, noticiou hoje a agência RFI.

Embora esses números sejam relativamente baixos em comparação aos de outros países, como o Brasil e os EUA, por exemplo, eles mostram um agravamento da pandemia no território japonês, que não realiza testes de detecção em grande escala.

“Considero que estamos em situação de alerta máximo”, declarou o primeiro-ministro em coletiva de imprensa na quinta-feira. “Peço ao povo japonês que tome medidas sistematicamente, como o uso da máscara”, continuou Suga.

O premiê afirmou que apoiará as regiões que obrigarem os comércios a fechar mais cedo. Medidas como limitar a quatro o número de pessoas por mesa em restaurantes devem ser consideradas.

Até agora, as medidas adotadas no Japão desde o início da pandemia não eram obrigatórias, mas apelavam à responsabilidade da população e à pressão social. O país tem aumentado o número de testes de diagnóstico, mas eles ainda continuam limitados.

Todos os dias, entre 5 mil e 6 mil pessoas são examinadas na capital de cerca de 14 milhões de habitantes. Desde janeiro, o Japão registrou 121 mil casos de coronavírus e pouco mais de 1,9 mil mortes.

Loja contrata robô para incentivar uso de máscara

Para motivar os clientes a usarem máscara, uma loja japonesa decidiu confiar essa delicada tarefa a um robô. Chamado de Robovie, o humanoide trabalha em uma loja de esportes em Osaka, cidade localizada no oeste do Japão e a terceira maior cidade do país em volume de pessoas.

Robô Robovie orienta cliente a usar máscara na loja do Clube Cerezo Osaka | Foto: Reprodução

Robovie faz parte de um experimento do instituto de pesquisa ATR em Kyoto, ou Quioto, que desenvolveu a máquina.

Equipado com câmeras e laser de detecção (Lidar), o Robovie identifica os clientes que estão sem máscara ou muito próximos entre si – neste caso, ele pede aos clientes que mantenham distância uns dos outros.

De acordo com site The Guardian, o teste, que começou na semana passada na loja do Clube Cerezo Osaka, vai durar pelo menos até o final deste mês

Os desenvolvedores do Robovie, que estão por trás de uma série de inovações robóticas no país, esperam que o experimento reduza o contato próximo entre os clientes e também com os funcionários.

A ideia de usar Robovie também é porque os desenvolvedores acreditam que a maioria das pessoas se sentirá menos envergonhada ao ser chamada atenção  por um robô no lugar de outro ser humano.

Mundo-Nipo (MN)
Fontes: RFI | The Guardian.

  • 285
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    285
    Shares