Imunidade coletiva para Covid-19 chega a 90% no Japão, diz estudo

Um estudo da Fundação de Pesquisa de Tóquio mediu a proteção parcial tanto pela infecção natural quanto pela vacinação contra Covid-19.
Pessoas em Tóquio | Reprodução/JIJI Press
A população de Tóquio foi a mais infectada pela Covid-19 no Japão | ©JIJI Press

O nível de imunidade da população do Japão para o Covid-19 atingiu cerca de 90% nas principais áreas populacionais após a recente onda de Ômicron no país, afirmou um estudo publicado na terça-feira (28), alertando que esse nível de proteção pode diminuir em questão de meses caso as doses de vacina de reforço não sejam aplicadas, informou a agência Reuters em seu site de notícias.

Conhecido como imunidade coletiva ou imunidade de rebanho, esse nível reflete a proteção parcial conferida tanto pela infecção natural quanto pela vacinação, de acordo com a Fundação de Pesquisa Política de Tóquio, que estimou os níveis para 12 das prefeituras mais populosas do Japão.

A população em Tóquio e Osaka, bem como na Ilha de Okinawa, no extremo sul do Japão, obtiveram a maior parte de sua imunidade por contágio em meio a altas contagens de casos nessas áreas, principalmente durante uma sétima onda de infecções que atingiu o pico no mês passado, afirmaram os pesquisadores.

Cerca de 65% da população do Japão recebeu pelo menos uma dose de reforço da vacina contra Covid-19, uma porcentagem que reflete o dobro dos cerca de 33% registrados nos Estados Unidos, diz o estudo com base em dados do governo.

VEJA TAMBÉM
Japão punirá hospitais que não aceitarem pacientes com doenças infecciosas

Na semana passada, o Japão começou a distribuir doses de reforço formuladas para imunizar as pessoas contra a cepa Ômicron do vírus.

Atualmente, o Japão exige um intervalo de cinco meses para as doses de reforço. Esse hiato, no entanto, é muito longo para oferecer proteção a grupos de idosos e vulneráveis, caso uma oitava onda projetada surja no final do ano, escreveram os pesquisadores no estudo, conforme noticiou a Reuters.

Números da Covid-19

Dados publicados pelas organizações Our World In Data e JHU CSSE COVID-19 Data mostram que o número de casos registrados de Covid-19 no arquipélago japonês soma cerca de 21,1 milhões, enquanto a média móvel nos últimos sete dias chega a 54.872 até a terça-feira (27).

O número de mortes soma 44.580, com média móvel nos últimos sete dias contabilizando 87 pessoas que perderam a vida em consequência da Covid-19, de acordo com os dados..

Por sua vez, no Brasil, dados do consórcio de veículos de imprensa, que usa como base os relatórios das secretarias estaduais da saúde, mostraram ontem (27) que o país totaliza 685.930 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia, enquanto a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 52.

Já o número de casos confirmados totaliza 34.688.063 em território brasileiro, enquanto a média móvel de infecções pelo vírus nos últimos sete dias soma 6.237, segundo os números do consórcio divulgados pelo Portal G1.

No mundo, o número de casos confirmados passa de 616 milhões, enquanto o de mortes é superior a 6,4 milhões, de acordo com a organização JHU CSSE.

== Mundo-Nipo (MN)

Total
14
Shares
Previous Article
Painel de boas-vidas ao Japão no Aeroporto de Narita | ©Media Commons

Japão abrirá entrada a estrangeiros a partir de 11 de outubro

Next Article
Quarto de hotel em Tóquio | Foto: Distribuição / Ritz Carlton Tokyo Hotel

Cidade de Tóquio lidera ranking de hotéis mais limpos do mundo

Related Posts