Quase metade da população mundial sofre de insônia, e o CBD pode ajudar a tratar

Os efeitos calmantes do CBD reduz potencialmente a ansiedade, que é a principal causa de distúrbios do sono em mais de 40% da população global.
Homem com insônia | ©Depositphotos
©Depositphotos

Estudos recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostraram que 40% da população mundial sofre de algum distúrbio do sono, com os japoneses e brasileiros encabeçando o ranking dos povos que menos dormem. Essa constatação é observada em muitos artigos internacionais de pesquisa sobre distúrbios do sono, que tem como base o ritmo de vida em vários países e na nacionalidade ou país de residência do indivíduo com problemas de insônia.

Portugal é um do país onde estudos sobre distúrbios relacionados com o sono têm sido extensamente realizados, nos quais estima-se que cerca de dois terços dos residentes no país apresentem algum tipo de problema relacionado com o sono.

Essencial para o bem-estar humano, este tipo de estudo científico tem em vista o encontro de soluções que permitam melhorar a qualidade de vida e, a longo prazo, aumentar a longevidade.

Entre as soluções encontradas, muitas procuram o retorno aos princípios naturais, utilizando plantas e os seus compostos para tentar apoiar o cotidiano das pessoas, fornecendo os essenciais para melhorar a qualidade de vida sem que seja necessária a administração de fármacos de base química.

O uso do CBD (canabidiol), por exemplo, tem se destacado como grande aliado no tratamento da insônia, sendo que a sua comercialização legal em espaços de renome como nordicoil.pt é um dos motivadores da recomendação de muitos especialistas.

Abaixo, vamos analisar um dos estudos sobre os problemas de sono em Portugal e conhecer alguns riscos deste problema, assim como as suas soluções.

Estudo da DECO sobre distúrbios do sono

A DECO (Organização de Defesa do Consumidor) difundiu os resultados de um estudo baseado em inquéritos no qual conclui que 4 em cada 10 portugueses afirmam ter níveis preocupantes de sonolência durante um dia, sendo que mais de metade afirma igualmente sofrer de insônia ou um sono irregular, bem como sono intermitente ou problemas em adormecer.

Algumas questões de ordem prática – como as preocupações causadas pelo trabalho ou a realidade financeira das famílias – foram apontadas como problemas que motivam estas situações, sendo que ansiedade, depressão, dor ou desconforto físico são também parte da lista de queixas dos residentes portugueses.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) este é um problema global e que afeta cerca de 40% da população.

Sono: o risco dos distúrbios e possíveis soluções

O organismo humano pode sofrer consequências severas por causa da falta de sono. Entre as principais estão o stress, a ansiedade, a depressão, a fragilidade do sistema imunológico e a maior propensão para o desenvolvimento de condições cardiovasculares, obesidade ou mesmo câncer.

A privação de sono oferece riscos que obrigam as pessoas afetadas a ter uma vida equilibrada e procurar soluções. Mediante isso, a ciência tem focado em alguns compostos naturais, tentando extrair deles os melhores benefícios.

Infusão de valeriana, camomila e CBD encontram-se na lista de suplementos que podem contribuir positivamente para apoiar aqueles que possuem dificuldades para dormir.

CBD é reconhecido como tratamento do sono

Um grande número de médicos, em várias partes do mundo, tem receitado o canabidiol (CBD) como tratamento do sono. Ao contrário do outro famoso — e psicoativo — composto THC da planta cannabis, o CBD não deixa os usuários dopados ou chapados, e é elogiado por aliviar uma série de condições, incluindo dor, ansiedade e problemas de sono.

Embora não esteja totalmente claro como a substância funciona no organismo, acredita-se que ela reduza a inflamação, o que pode ajudar a aliviar a dor, acalmando também o sistema nervoso central, o que reduz a ansiedade, disse Mitch Earleywine, professor de psicologia da Universidade de Albany, em Nova York, e membro do conselho consultivo da Organização Nacional para a Reforma das Leis da Cannabis, sem fins lucrativos.

Os efeitos calmantes do CBD também demonstraram eficácia no tratamento de certos tipos de transtornos mentais, bem como de convulsões, como a epilepsia.

O CBD pode indiretamente ajudar a dormir, aliviando outras condições, de acordo com Ryan Vandrey, professor de psiquiatria e ciências comportamentais da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins e investigador principal do Laboratório de Ciências da Cannabis da universidade.

“Se a dor o mantém acordado à noite e o CBD ajuda a diminuir o desconforto, você pode dormir melhor. Da mesma forma, se você não consegue dormir, porque está ansioso, disse.

“O CBD pode reduzir a ansiedade, o que, por sua vez, pode promover o sono”, acrescentou.

Fotos: Cortesia Depositphotos

Total
1
Shares
Previous Article
Dados vermelhos de apostas em jogos de azar | ©Aviator

Revisão de sites de apostas com Aviator

Next Article
Pelé, o eterno | Foto: Domínio Público

Morre, aos 82 anos, o Rei Pelé

Related Posts