Datas festivas

Templos em Tochigi realizam eventos em homenagem ao ‘Rei Enma’

É dito que o Rei Enma é o regente do inferno e juiz do pós-mundo, que julga e decidi as penalidades todos os recém-chegados.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Templos budistas da cidade de Ashikaga, na província de Tochigi, localizada a 80 km ao norte de  Tóquio, realizaram eventos para o Rei Enma que, segundo a crença, é o governante do inferno, informou nesta sexta-feira (17) a emissora pública ‘NHK’.

 

Rei Enma do Templo Shosenji (Foto: Yumemakura Travel)

É dito que o Rei Enma é o regente do inferno e juiz do pós-mundo, que julga e decidi as penalidades todos os recém-chegados (Foto: Yumemakura Travel)

 

De acordo com os ensinamentos budistas, o dia 16 de janeiro é férias de inverno do rei, quando as tampas dos caldeirões do inferno são removidas, Enma e ogres param de atormentar as pessoas.

Na quinta-feira (16), o templo de Yakushido mostrou imagens relativas ao reino de Enma (inferno). As imagens de tortura de séculos atrás, durante o período Edo, são ditas assustar as crianças, fazendo com que não consigam dormir à noite.

Outro templo, o Rishoin, também realizou eventos para Enma, numa tradição que tem mais de 200 anos. Diante de uma estátua de Enma, com cerca de dois metros de altura, os visitantes oraram pelos bons negócios e a segurança de suas famílias.

Um adepto do templo disse à NHK que o Rei Enma é muito popular entre os estudantes que se preparam para o vestibular. É dito que Enma é duro com os mentirosos, mas concede desejos aos que são esforçados e, principalmente, aos trabalhadores dedicados.

 

Mais sobre o Rei Enma

É dito que o Grande Rei Enma é o regente do inferno e juiz do pós-mundo, que julga todos os recém-chegados para decidir as penalidades correspondentes a cada crime (pecado) cometido durante a vida.

Ele também é o carcereiro daqueles que são enviados para o seu reino, e sua tarefa é torturar todos os prisioneiros como punição.

No Japão, é comum as mães ameaçarem as crianças desobedientes contando histórias sobre Enma. “Se você contar uma mentira, Enma-sama virá e puxará sua língua para fora”, dizem as mães, por exemplo.

A crença diz que os dias 16 de janeiro e 16 de julho são os únicos dias em todo o ano que Enma interrompe o seu dever de punir os pecadores enviados para o inferno.

Clique nas fotos para ampliar
Rei Enma do Templo Shosenji (Foto: Yumemakura Travel)

(Foto: Yumemakura Travel)

Rei Enma do Templo Shosenji (Foto: Yumemakura Travel)

(Foto: Yumemakura Travel)

Rei Enma do Templo Shosenji (Foto: Yumemakura Travel)

(Foto: Yumemakura Travel)

Rei Enma do Templo Shosenji (Foto: Yumemakura Travel)

(Foto: Yumemakura Travel)

 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •