Economia

Tóquio cai 6 posições no ranking de cidades com maior custo de vida do mundo

O iene fraco foi o principal motivo da forte queda nas posições das cidades japonesas no ranking.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Singapura superou Tóquio e se tornou a cidade mais cara do mundo para se viver. A conclusão é da última edição do relatório sobre custo de vida da renomada consultora Economist Intelligence Unit (EIU), empresa especializada em pesquisa e análises, tais como relatórios mensais e anuais sobre diversos setores econômicos dos países.

 

Cidade de Tóquio (Foto: Divulgação/Cartão postal Tokyo City gov.)

No relatório anterior, Tóquio figurou como a cidade com o maior custo de vida do mundo (Foto: Divulgação/Cartão postal Tokyo City)

 

Divulgado no final do mês de março pela revista britânica The Economist, o levantamento é referente ao custo de vida nas principais cidades ao redor do mundo durante o ano de 2013. A consultora pesquisou 400 preços e serviços de 131 cidades.

Tóquio, que no relatório anterior figurou como a cidade com o maior custo de vida do mundo, caiu para 6ª posição. Enquanto a cidade de Osaka, que estava em segundo no ranking anterior, saiu do top 10. Segundo a consultora, a o iene fraco foi o principal motivo da forte queda nas posições das cidades japonesas no ranking. Por outro lado, a apreciação do dólar levou a cidade de Singapura liderar a lista desta edição.

Metade do top 10 fica na Europa. Entre as cidades brasileiras, São Paulo caiu da 43ª para a 57ª posição, enquanto Rio recuou da 61ª para a 77ª posição.

 

Veja a seguir as 10 cidades com maior custo de vida do mundo (4 cidades ficaram empatadas na 6ª posição):

1. Singapura

População: 5,3 milhões

PIB per capita: US$ 50.323

A apreciação do dólar e a alta nos custos de transporte colocaram Singapura no topo da lista.

 

2. Paris, França

População: 2,3 milhões

PIB per capita: US$ 54.430

Paris subiu seis posições em relação ao ranking anterior, o que reflete a recuperação dos preços na Europa.

 

3. Oslo, Noruega

População: 624 mil

PIB per capita: US$ 74.057

Na comparação com Nova York, Oslo é hoje mais barata do que há 5 anos atrás e mais cara do que há 10 anos atrás.

 

4. Zurique, Suíça

População: 380 mil

PIB per capita: US$ 63.236

De acordo com a consultoria Mercer, Zurique é a segunda cidade com melhor qualidade de vida do mundo.

 

5. Sydney, Austrália

População: 4,6 milhões

PIB per capita: US$ 45.377

Sydney caiu duas posições em relação ao ranking anterior.

 

6. Caracas, Venezuela

População: 3 milhões

PIB per capita: não disponível

A alta posição é culpa de um câmbio artificialmente sobrevalorizado. Considerando os preços do mercado negro, Caracas se tornaria “a cidade mais barata do mundo para se viver”.

 

6. Genebra, Suíça

População: 194 mil

PIB per capita: US$ 118.000

Genebra é dos principais centros financeiros do mundo e a cidade com o maior número de sedes de organizações internacionais.

 

6. Melbourne, Austrália

População: 4,3 milhões

PIB per capita: US$ 40.000

Pela terceira vez consecutiva, Melbourne foi considerada a melhor cidade do mundo para se viver, de acordo com ranking da Economist Intelligence Unit.

 

6. Tóquio, Japão

População: 36,6 milhões

PIB per capita: US$ 41.446

Tóquio caiu da primeira para a sexta posição por causa de um iene mais fraco. Osaka, que estava em segundo no ranking anterior, saiu do top 10.

 

10. Copenhague, Dinamarca

População: 539 mil

PIB per capita: US$ 37.700

Copenhague subiu cinco posições em relação ao ranking anterior e entrou no top 10.

 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •