Economia Notícias

Produção industrial do Japão cresce 5,8% no ano fiscal, maior alta em 8 anos

©Depositphotos

Alta no ano fiscal de 2021 vem após forte queda de 9,6% no ano fiscal anterior. É a maior alta da produção japonesa desde 2014.

Sharing is caring!

A produção industrial do Japão no ano fiscal de 2021 cresceu a um recorde de 5,8% em relação ao ano anterior, após dois anos consecutivos de reveses devido à pandemia de Covid-19, noticiou a Kyodo News, site de notícias da agência Kyodo.

No ano fiscal japonês de 2021, que terminou em março de 2022, o índice de produção das fábricas e minas ficou em 95.5 pontos contra a base de 100 de 2015. A taxa de 5,8% de aumento, após uma queda de 9,6% no ano anterior, foi a mais alta desde que dados comparáveis ​​foram disponibilizados no ano fiscal de 2014, informou o Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão em seu relatório divulgado no final de abril.

Os dados mostraram, no entanto, que a produção industrial do Japão não se recuperou aos níveis pré-pandemia, com o índice situando em 99.9 pontos no ano fiscal de 2019.

A produção estava em tendência de queda até setembro passado devido à escassez de semicondutores e interrupções no fornecimento de peças no Sudeste Asiático devido ao Covid-19, mas vem se recuperando desde então, liderada principalmente por uma recuperação na produção de máquinas de fabricação.

Crescimento da produção japonesa no mês

A produção do país em março subiu 0,3% em relação ao mês anterior, à medida que o impacto da pandemia de coronavírus diminuiu, disse o Ministério da Economia, Comércio e Indústria em um relatório preliminar, após um aumento revisado de 2% em fevereiro.

O ministério manteve sua avaliação básica de que “a produção industrial está mostrando sinais de recuperação” com base nos números de março.

A produção em oito setores, incluindo equipamentos de fabricação de semicondutores e outras máquinas de produção, cresceu, enquanto caiu em sete setores, tais como no de automóveis e de equipamentos relacionados, que caíram 6,0% devido ao impacto de um forte terremoto que sacudiu o nordeste do Japão em março.

“Continuaremos atentos a um potencial aumento nos casos de Covid-19, escassez de fornecimento de peças e aumento dos preços, além de monitorar a situação na Ucrânia”, disse um funcionário do ministério a repórteres.

O índice de embarques industriais no último mês fiscal de 2021 subiu 0,5%, para 93,2 pontos, marcando o primeiro aumento em três meses, enquanto o de estoques caiu 0,6%, para 100,7 pontos.

Com base em uma pesquisa do ministério feita com os fabricantes japoneses, eles esperam que a produção cresça 5,8% em abril e caia 0,8% em maio.

*Veja os dados completos da produção japonesa no site do METI.

== Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo | METI

Foto: Depositphotos