Economia

PIB do Japão tem forte queda no 2º trimestre

A economia japonesa sofreu a maior contração desde que o país foi atingido pelo forte terremoto em 2011.

Do Mundo-Nipo com Agências

O Produto Interno Bruto (PIB) do Japão recuou 1,7% no segundo trimestre de 2014 em relação ao trimestre anterior, refletindo um impacto maior que o esperado do aumento do imposto sobre vendas a partir de 1º de abril, mostraram dados do governo nesta segunda-feira (horário local).

A queda vem após um crescimento forte do PIB entre janeiro e março graças a uma alta na compra de bens de consumo antes do aumento desse imposto.

Em termos anualizado, a economia japonesa encolheu a uma taxa anualizada de 6,8% entre abril e junho, a maior contração desde que o país foi devastado por um forte terremoto seguido de tsunami em março de 2011.

Economistas estimavam uma queda anualizada de 7,1% na leitura preliminar do PIB do segundo trimestre. No primeiro trimestre deste ano, o PIB cresceu a uma taxa anualizada revisada de 6,1%, segundo dados do governo.

O consumo privado, que representa cerca de 60% da economia, recuou 5% em relação ao trimestre anterior, com as famílias segurando os gastos, depois que o imposto sobre vendas subiu em abril para 8% ante 5% que vigorava a 17 anos.

A demanda externa adicionou 1,1 ponto percentual para a economia no segundo trimestre, mostraram os dados.

(Com agências Reuters e Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.