Economia

Superávit em conta corrente do Japão mais que quadruplica em 2014

O superávit em conta corrente no ano fiscal encerrado em março situou-se em 7,81 trilhões de ienes.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Japão registrou no ano fiscal de 2014, encerrado em março deste ano, um superávit em conta corrente de 7,81 trilhões de ienes. A cifra, que é quase cinco vezes mais elevada do que a registrada no exercício de 2013, representa o primeiro aumento em quatro anos, mostraram dados do governo nesta quarta-feira (13), indicando que a queda nos preços do petróleo enfraqueceu as importações, enquanto a fraqueza do iene impulsionou os rendimentos no exterior.

O superávit primário ou saldo em conta corrente, medida mais ampla do comércio japonês com o resto do mundo, situou-se em 6,34 trilhões de ienes, com a desvalorização do iene ajudando a aumentar os dividendos de investimento direto estrangeiro, informou o Ministério das Finanças em seu relatório preliminar. Foi o sexto ano consecutivo de aumentos na conta corrente japonesa.

Entre os principais componentes está a balança comercial, com o comércio de mercadorias registrando um déficit de 6,57 trilhões de ienes. No ano fiscal de 2014, as exportações subiram 8,4% ante o exercício anterior, para 75,61 trilhões de ienes, em reflexo do crescimento das vendas de automóveis, que foram impulsionadas pela fraqueza do iene, enquanto as importações aumentaram 1,8%, para 82,18 trilhões de ienes.

Um iene fraco geralmente apoia as exportações, tornando os produtos japoneses mais baratos no exterior e aumenta o valor das receitas em termos de ienes, embora empurre para cima os preços das importações.

Desde o terremoto e tsunami em março de 2011, o Japão vem sendo obrigado a fazer fortes importações de combustíveis para compensar a parada nas usinas nucleares do país, o que vem desequilibrando a balança comercial. Segundo o ministério, o país depende de importações para mais de 90% de suas necessidades energéticas e de 60% de seu fornecimento de alimentos.

Na comparação mensal, o relatório preliminar do ministério mostrou que houve um aumento no superávit em conta corrente para o mês de março. No último mês do ano fiscal japonês, o saldo situou-se em 2,07 trilhões de ienes. O resultado ficou acima da estimativa mediana do mercado, que esperava um saldo de 1,34 trilhões de ienes.

(Com Agência Kyodo)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •