Economia

Preços ao consumidor em setembro sinaliza que fim da deflação está próximo no Japão

Dados mostraram que os preços ao consumidor não caiu pela primeira vez em cinco anos.

Do Mundo-Nipo

A ação agressiva do primeiro-ministro Shinzo Abe para acabar com a deflação está começando a surtir efeitos, com dados de setembro mostrando que os preços ao consumidor não caiu pela primeira vez em cinco anos.

 

Índice de precos ao consumidor (Foto: Kyodo)

Foi a primeira vez que o indicador não caiu desde dezembro de 2008 (Foto: Kyodo)

 

Segundo a agência Kyodo, o chamado “núcleo do núcleo” da inflação, que exclui preços de alimentos frescos e energia, ficou estável em setembro ante ao mesmo mês do ano anterior, mostraram dados oficiais do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações.

Foi a primeira vez que o indicador não caiu desde dezembro de 2008, indicando que o aumento dos preços está ocorrendo além dos alimentos e energia.

Já o núcleo da inflação, que exclui produtos do petróleo, mas não os preços voláteis de alimentação, subiu 0,7% no acumulado do ano até setembro. Alguns analistas dizem que o núcleo da inflação chegará a 1% até o fim de 2013 devido aos preços de alimentos e gastos com energia.

A notícia é encorajadora para Shinzo Abe que tem seguido uma mistura de políticas fiscal e monetária agressivas para reaquecer a terceira maior economia do mundo, embora o sucesso ainda esteja longe de ser garantido, destacou a agência Reuters mais cedo.

Ainda de acordo com a Reuters, o objetivo é fazer com que o crescimento sustentável nos preços ao consumidor depois de 15 anos de deflação leve a um ciclo de expansão econômica, aumento das despesas das empresas e salários mais altos.

Embora o crescimento tenha acelerado este ano, os investimentos das empresas e os salários mantiveram-se na mesma.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.