Esportes Notícias

Homem é preso por vender medalhas falsas dos Jogos de Tóquio

Medalhas originais do Jogos Tokyo 2020

A prisão do japonês Kiyouki Wada faz parte de uma investigação em busca de medalhas falsas importadas da China.

  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares

A Polícia Metropolitana de Tóquio prendeu um homem por suspeita de vender medalhas de ouro falsificadas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio. O japonês Kiyouki Wada, de 54 anos, foi preso na segunda-feira, acusado de violar a lei local que protege marcas registradas.

Segundo o jornal japonês Mainichi, Wada alegou não saber ter cometido um crime, afirmando ter comprado as medalhas em um site chinês por cerca de 2 mil ienes, em torno de 95 reais. O lucro, porém, foi bem maior, estimado em 563 mil ienes, cerca de R$ 27 mil reais, segundo as autoridades.

O japonês é acusado de ter vendido 63 medalhas entre dezembro de 2019 e janeiro deste ano. Foram encontradas, ainda, 21 medalhas falsas em sua casa.

A prisão faz parte de uma investigação em busca de medalhas falsas importadas da China.

As medalhas foram produzidas com design e tamanho semelhantes às medalhas olímpicas reais dos Jogos, tal como inscrição “Tokyo 2020” na parte de trás e nas fitas das medalhas.

As medalhas oficiais dos Jogos foram reveladas em julho de 2019, com os temas “luz” e “brilho”, marcando o período de um ano para a contagem regressiva até a data de início anterior das Olimpíadas.

Os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio foram adiados para 2021 devido à pandemia de coronavírus.

Mundo-Nipo (MN).
Fonte: GE Olimpíadas.

  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares