Meio ambiente e Energia

Japão terá seus únicos dois reatores em atividade temporariamente desligados

A Companhia de Energia Elétrica de Kansai planeja desligar o reator 3 e 4 da usina nuclear de Oi, na província de Fukui.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Os dois reatores nucleares ainda em atividade no Japão serão desligados para inspeções regulares no próximo mês, informou nesta quinta-feira (1) a imprensa japonesa.

 

Bandeira nuclear do Japão (Imagem: Mundo-Nipo)

A Companhia de Energia Elétrica de Kansai planeja desligar o reator 3 e 4 da usina nuclear de Oi, na província de Fukui (Imagem: Mundo-Nipo)

 

A Companhia de Energia Elétrica de Kansai planeja enviar ao órgão regulador, ainda nesta semana, permissão para o desligamento do reator 3 da usina nuclear de Oi, na província de Fukui. A operadora afirma que irá interromper a atividade do reator no dia 2 de setembro para realizar inspeção regular de manutenção.

Já o reator 4 terá seu funcionamento interrompido duas semanas após a data de início de intervenção do reator 3. Após essas medidas, todos os reatores nucleares do Japão ficarão inoperantes pela primeira vez em 14 meses.

Quatro operadoras solicitaram à Autoridade Reguladora Nuclear o reinício de doze reatores em seis usinas de energia, essas solicitações, no entanto, ainda estão sendo avaliadas, já que o governo central tem enfrentado fortes manifestações contra energia nuclear no país, além de grande oposição de população e governos provinciais, principalmente onde se encontram a maioria das usinas que tiveram suas atividades interrompidas após as explosões dos reatores na usina Fukushima Daichii, desencadeada pelo terremoto seguido de tsunami em março de 2011, acarretando a pior crise nuclear desde Chernobyl.

As informações são da rede NHK.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente em mundo-nipo.com/meio-ambiente. Siga também oMundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •