Meio ambiente e Energia

Japão defende segurança de seus produtos marinhos

O ministro Yoshihide Suga afirmou que os produtos do Japão são controlados de acordo com as leis internacionais.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Yoshihide Suga (Foto: Aflo Images)

Yoshihide Suga afirmou que o Japão tem fornecido informações relevantes desde que foi descoberto o vazamento de água radioativa em Fukushima (Foto: Aflo Images)

O governo japonês reagiu à medida tomada pela Coreia do Sul de proibir a importação de produtos marinhos de algumas regiões japonesas, afirmando que o país tem rígidos padrões de segurança alimentar, informou a imprensa japonesa neste sábado (data local).

O chefe de gabinete e porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, afirmou que os produtos são controlados de acordo com as leis internacionais e apelou ao governo sul-coreano para que tome medidas “baseando-se em fatos científicos”.

Na sexta-feira (6), o governo sul-coreano anunciou que a proibição de importações de pescados do Japão vai entrar em vigor na próxima segunda-feira, destacando que a medida será aplicada a todos os produtos marinhos de oito províncias, independentemente do fato de materiais radioativos serem detectados ou não nos mesmos.

As oito províncias são Fukushima, Miyagi, Iwate, Aomori, Chiba, Ibaraki, Tochigi e Gunma.

A Coreia do Sul afirmou ainda ter solicitado às autoridades japonesas que forneçam detalhes rápidos e exatos sobre a condição do vazamento da água contaminada da usina.

Em resposta, Yoshihide Suga disse: “Temos fornecido informações relevantes desde que foi descoberto o vazamento de água radioativa da usina nuclear de Fukushima”.

Antes dos vazamentos radioativos virem à tona, a Coreia do Sul importava apenas 50 tipos de produtos marinhos das oito províncias agora embargadas. O governo sul-coreano sempre demonstrou preocupações com a contaminação radioativa depois que a usina nuclear de Fukushima foi seriamente danificada pelo terremoto e tsunami de 2011, desencadeando a pior crise nuclear depois de Chernobyl.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •