Meio ambiente e Energia

Níveis de radiação caem em Fukushima, mas permanecem altos

Algumas áreas permanecem com níveis altos de radiação mesmo registrando uma redução significativa.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Uma pesquisa realizada pelo governo japonês recentemente apontou que algumas áreas próximas à usina nuclear Fukushima Daiichi permanecem com níveis altos de radiação mesmo registrando uma redução significativa.

A pesquisa realizada em áreas onde a exposição anual a radiação poderia exceder 50 millisieverts indicou que tais áreas são consideradas inadequadas para habitação.

O Ministério do Meio Ambiente do Japão divulgou nesta terça-feira (10) os resultados da descontaminação experimental em seis locais, que foi realizada entre outubro e janeiro deste ano.

Os níveis de radiação em bairros residenciais na cidade de Namie ficaram em média de 3,26 e 8,47 microsieverts por hora, o que representa cerca de 40 a 50% dos níveis antes da descontaminação.

Na cidade de Futaba o nível de radiação ficou entre 3,01 e 4,46 microsieverts por hora perto de prédios públicos, cerca de 10 a 30% dos níveis antes da descontaminação.

Apesar das reduções significativas, todos os números foram mais de 10 vezes superior ao nível de segurança estabelecido pelo governo.

O ministério pretende agora considerar a possibilidade de realizar a descontaminação em grande escala dessas áreas e pedir aos evacuados que esperam para voltar as suas cidades de origem.

(Do Mundo-Nipo com informações da rede NHK)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •