Meio ambiente e Energia

Japão aprova emendas para acabar com monopólio no setor de energia elétrica

As emendas à Lei de Negócios de Eletricidade permitirão que os consumidores possam escolher seus fornecedores.

Do Mundo-Nipo

O Parlamento do Japão aprovou uma série de emendas para flexibilizar o fornecimento de energia elétrica aos consumidores no país. De acordo com a emissora pública ‘NHK’, a medida visa acabar com o monopólio regional de grandes companhias elétricas que dominam a indústria há mais de seis décadas.

As emendas à Lei de Negócios de Eletricidade, que foram aprovadas pela Câmara Alta nesta quarta-feira (11), permitirão que residências particulares, e não somente empresas, possam escolher seus fornecedores a partir do ano de 2016.

O novo texto da lei pede ainda que políticas governamentais atuais de controle dos preços das grandes fornecedoras de energia elétrica sejam mantidas por algum tempo após a liberalização. Isso ajudaria a proteger o consumidor.

As empresas também serão obrigadas a manter a capacidade de fornecimento, a fim de evitar competição excessiva resultante de instabilidade na oferta.

Segundo o governo, a nova lei vai ampliar o mercado de energia elétrica, estimado em cerca de 73 bilhões de dólares. Isso fará com que companhias de outros setores entrem em uma competição acirrada para abocanhar um pedaço da bilionária indústria japonesa, de acordo com o jornal Nikkei.

(Com informações da mídia japonesa)  

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.