Meio ambiente e Energia

AIEA considera monitoramento de radiação marinha no Japão “credível”

O diretor do Laboratório de Ambiente da AIEA em Mônaco, disse que a comunicação com o público sobre os dados de monitoramento é importante.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Um especialista da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) disse nesta segunda-feira (11) a Agência Reguladora Nuclear do Japão  que o monitoramento de radiação marinha, que estuda o impacto da crise nuclear na usina Fukushima Daiichi, está sendo conduzido de forma “credível”.

David Osborn, diretor do Laboratório de Ambiente da AIEA em Mônaco, disse que a comunicação com o público sobre os dados de monitoramento é importante, mostrando disponibilidade para trabalhar com o Japão para melhorar a credibilidade das atividades.

De acordo com a agência nuclear da ONU, Osborn e Hartmut Nies, chefe do Laboratório de Radiometria AIEA, chegaram a lançar as bases para uma outra missão da AIEA planejada no final deste mês para rever o processo de desativação de quatro reatores severamente danificados na usina Fukushima Daiichi.

As informações são da agência Kyodo.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •