Meio ambiente e Energia

Água contaminada na usina em Fukushima ‘foi transferida por engano’, diz Tepco

Quatro bombas que não deveriam funcionar estavam em operação, e transferiram a água contaminada na direção oposta.

Do Mundo-Nipo

A Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tepco) afirmou que uma grande quantidade de água altamente contaminada, usada para resfriar o combustível nuclear derretido dos danificados reatores nuclear da usina Fukushima Daiichi, foi transferida por engano até um prédio que não é utilizado para fins de estocagem ou processamento, informou nesta segunda-feira (14) a imprensa japonesa.

Segundo a operadora, a água em questão é injetada para resfriar o combustível nuclear derretido nos reatores 1, 2 e 3 do complexo. Posteriormente, a água altamente radioativa é bombeada e transferida para diversos prédios de armazenamento, antes de ser enviada até uma instalação de processamento para descontaminação, detalhou a emissora pública NHK.

Funcionários da usina constataram que, entre quinta-feira (11) e domingo (13), o nível da água nos prédios das instalações de estocagem não havia subido, mas, sim, caído. Segundo a Agência Kyodo, após uma investigação, foi descoberto que quatro bombas que não deveriam funcionar estavam em operação, e transferiram a água contaminada na direção oposta, ou seja, para o interior do subsolo de uma instalação conhecida como “Prédio da Oficina de Incineração”.

Como resultado, cerca de 200 toneladas de água contaminada foram encontradas no prédio. A Tepco, no entanto, afirmou que a água contaminada bombeada para o prédio não deve vazar, já que não existe conexão direta entre o subsolo e o lado externo.

(Do Mundo-Nipo com informações da mídia japonesa)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.