Meio ambiente e Energia

Premiê do Japão pede desmantelamento de mais 2 reatores da usina Fukushima Daiichi

Abe citou o presidente da Tepco, Naomi Hirose, dizendo que a empresa vai decidir este ano como lidar com os dois reatores.

Do Mundo-Nipo

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pediu nesta quinta-feira (19) para Companhia de Energia Elétrica de Tóquio desmantelar dois reatores ociosos da usina nuclear Fukushima Daiichi.

 

Tanque de armazenamento de água radioativa em Fukushima Daiichi (Foto: Kyodo)

Tanque de armazenamento de água radioativa em Fukushima Daiichi (Foto: Kyodo)

 

Abe pediu, depois de inspecionar a usina, que os reatores 5 e 6 sejam desmantelados para resolver problemas deixados pela crise nuclear de 2011.

Dos seis reatores da usina, a Tepco está avançando para encerrar os de número 1 e 4, que sofreram explosões de hidrogênio nos primeiros dias após a usina ser atingida pelo tsunami de 2011. Contudo, a operadora ainda não deixou claro sobre o que pretende fazer com os restantes dos reatores que alcançaram uma condição estável.

Abe citou o presidente da Tepco, Naomi Hirose, dizendo que a empresa vai decidir este ano como lidar com os dois reatores.

O premiê também pediu a empresa que destine fundos discricionários para implementar medidas de segurança necessárias na usina. Ele pediu para Tepco definir um prazo para a conclusão de purificação de água contaminada armazenada em tanques no complexo nuclear.

Hirose teria dito que o 1 trilhão de ienes, cerca de 10 bilhões de dólares, será adicionado aos fundos que a empresa já reservou. Ele também disse que a companhia pretende descontaminar a água até março de 2015.

O primeiro-ministro destacou que o governo irá desempenhar um papel importante na descontaminação radioativa e que ele será responsável por lidar com o problema.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.