Meio ambiente e Energia

Risco de câncer aumenta entre crianças de 1 ano em Fukushima, diz estudo

O estudo verificou a exposição à radiação em cerca de 460 moradores que vivem próximos à danificada usina em Fukushima.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O risco de desenvolver câncer aumentou ligeiramente entre as crianças de 1 ano, mais precisamente do sexo feminino, em uma área afetada pela crise nuclear na usina de Fukushima Daiichi, de acordo com um estudo publicado, nesta segunda-feira (24), na revista científica norte-americana Proceedings.

A avaliação usou como base um estudo de dois meses realizado por pesquisadores japoneses a cerca de um ano e meio depois do desastre nuclear em março de 2011. O estudo verificou a exposição à radiação em cerca de 460 moradores que vivem próximos à danificada usina em Fukushima.

Segundo o estudo, a avaliação de risco à saúde indica que as doses de exposição após 2012 aumentaram a taxa do risco de incidência de câncer entre crianças de 1 ano de idade, sendo que meninas com um risco maior, de 1,06 pontos percentuais na área de Tamano, na cidade de Soma, em Fukushima, a partir de um índice médio de 31,76 por cento.

(Do Mundo-Nipo com a agência Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •