Meio ambiente e Energia

ARN proíbe oficialmente reinício do reator nuclear Monju

A operadora não deve reiniciar o reator de Monju até que sejam confirmadas melhorias na instalação.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A Autoridade Regulamentadora Nuclear (ARN) do Japão decidiu oficialmente nesta quarta-feira proibir o reinício do reator Monju, localizado na cidade de Tsuruga, província de Fukui.

 

O reator Monju está localizado na cidade de Tsuruga, província de Fukui. (Foto: Wikimedia Commons)

O reator Monju está localizado na cidade de Tsuruga, província de Fukui. (Foto: Wikimedia Commons)

 

O reator atualmente desligado não será reiniciado antes do final de março do próximo ano, conforme o anuncio oficial da ARN em uma reunião realizada hoje.

O reator Monju gera energia usando plutônio extraído de combustíveis nucleares gasto.

A medida rígida contra a Agência Japonesa de Energia Atômica (JAEA, na sigla em inglês), operadora do reator, veio em resposta as medidas de segurança consideradas inadequedas. A decisão escrita será entregue a JAEA na quinta-feira (30).

A JAEA enfrenta atualmente um acidente nuclear que resultou em vazamento de radiação em seu laboratório no nordeste do Japão, expondo à radiação 33 dos 55 funcionários.

A ARN criticou a Agência Japonesa de Energia Atômica pela gestão de segurança inadequada.

A operadora não deve reiniciar o reator de Monju até que sejam confirmadas melhorias na instalação.

A ordem da autoridade reguladora solicita a implementação de uma sistema que permita a verificação precisa de todo o reator, bem como revisão de medidas de segurança.

 

eja mais notícias sobre Meio Ambiente e Energia em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •