Meio ambiente e Energia

Japão pretende reduzir custo para produção de energia solar pela metade

O governo japonês quer reduzir os custos até 2020.

Do Mundo-Nipo

O governo japonês pretende reduzir o custo de geração de eletricidade a partir de energia solar pela metade até 2020, informou nesta terça-feira o jornal Nikkei.

Um estudo de 2010 realizado pela Secretaria de Gabinete do Japão mostra que 1kw despendidos por uma hora custa pelo menos 30 ienes em grandes explorações solares.  A geração de energia solar residencial custa um mínimo de 33 ienes.

O governo pretende reduzir esse número para 14 ienes – abaixo dos 22 ienes para a geração de energia à base de óleo – até o final da década. O objetivo a longo prazo será fixado em 7 ienes em 2030.

Para conseguir a redução, o governo vai fornecer subsídios para promover o desenvolvimento de tecnologias que vão derrubar os preços dos painéis solares, bem como sistemas de monitoramento e controle remotos que levam à redução de custos de gestão.

O roteiro de redução de custos será submetido quarta-feira (31) para uma reunião do Conselho de Ciência e Tecnologia.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.