Meio ambiente e Energia Notícias

Japão anuncia fundo de US$ 19 bilhões para apoiar projetos “verdes”

©Stockvault

Premiê japonês visa o crescimento pós-coronavírus por meio de investimentos em ousados projetos sustentáveis e inovação digital.

  • 405
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
    406
    Shares

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, anunciou um fundo de 2 trilhões de ienes (US$ 19,2 bilhões) para apoiar projetos verdes ambiciosos na próxima década, como parte de medidas de estímulo adicionais em resposta à pandemia do novo coronavírus, informou o jornal financeiro Nikkei Asia.

Suga revelou o pacote econômico durante entrevista coletiva no final da sessão da Dieta, na última sexta-feira (4).

“Nosso país precisa de uma fonte de crescimento pós-coronavírus”, disse ele. “O núcleo disso será verde e digital”, afirmou o líder japonês Suga, prometendo impulsionar a economia por meio de investimentos verdes e inovação digital.

O premiê explicou que o fundo “continuará a apoiar empresas empenhadas em inovações ambiciosas [nas áreas ambientais] pelos próximos 10 anos”.

“Vemos o hidrogênio, do qual há depósitos inesgotáveis, como uma nova fonte de energia”, disse ele, acrescentando que o plano inclui ainda a produção de aviões e navios de carga movidos à hidrogênio.

O governo promoverá o desenvolvimento de baterias de armazenamento de baixo custo que serão essenciais para carros elétricos e energia renovável, bem como tecnologia de reciclagem de carbono para transformar a emissão de gases de efeito estufa.

Para atingir a meta de reduzir as emissões de gases de efeito estufa a zero até 2050, Suga enfatizou que estava “visando emissões zero de CO2 dos automóveis” e planejou “estabelecer sistemas e regulamentações para maximizar a introdução de veículos elétricos” no mercado japonês.

Sobre a chamada tecnologia de comunicações 6G, Suga disse que “o governo vai assumir a liderança em pesquisa e desenvolvimento para que possa liderar o mundo” no setor de novas tecnologias. Ele prometeu alocar mais de 1 trilhão de ienes para investimentos relacionados, incluindo a digitalização do governo.

Para prevenir a disseminação de infecções por coronavírus, ele disse que seu governo “garantirá um fundo de reserva suficiente para ser capaz de responder a qualquer eventualidade”. Ele enfatizou que isso “garantiria paz de espírito para os cidadãos e estabeleceria as bases para o crescimento futuro”.

Ele explicou que o governo forneceria 50.000 ienes para famílias de pais solteiros de baixa renda até o final do ano. Eles receberão um adicional de 30.000 ienes por um segundo filho e pelos filhos subsequentes. Isso virá do fundo de reserva, cujos detalhes serão decididos até o final deste ano.

O primeiro-ministro disse que pretende estender as medidas especiais para aumentar o subsídio de ajuste de emprego, pago às empresas para manter os trabalhadores, ao valor máximo diário de 15.000 ienes. Ele também mencionou que os empréstimos sem juros e sem garantia oferecidos pela Japan Finance continuariam até o primeiro semestre de 2021.

Em relação ao estado atual das infecções por Covid-19, ele disse que os novos casos e o número de infecções graves estão nos níveis mais altos até agora. “Estamos respondendo com um forte senso de crise”, disse ele.

“É a maior responsabilidade do governo proteger a vida e os meios de subsistência das pessoas”, enfatizou.

Suga mais uma vez pediu aos cidadãos japoneses a cooperação em medidas de prevenção de infecções, como o uso de máscaras e distanciamento social..

“Faremos o nosso melhor para prepararmos”, disse ele, acrescentando que “a principal prioridade estava sendo dada à segurança e eficácia” do fornecimento de vacinas contra o Covid-19.

As medidas econômicas serão decididas pelo gabinete na próxima semana.

Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Nikkei Asia.

  • 405
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
    406
    Shares