Notícias Sociedade Variedades

Autor do incêndio na Kyoto Animation é indiciado por assassinato; 36 mortos

Kyoto Animation | Foto: Arquivo/BBC

Shinji Aoba ateou fogo no famoso estúdio de Kyoto em 2019, mas só foi indiciado agora porque estava sob exames psiquiátricos.

A promotoria do Japão indiciou nesta quarta-feira (17) o suposto autor do incêndio no estúdio da Kyoto Animation, no centro-oeste do país, em julho de 2019. O incidente causou a morte de dezenas de pessoas, informou a Kyodo News.

Shinji Aoba, de 42 anos, que foi preso em maio por perpetrar um dos piores ataques em massa do Japão, provavelmente foi determinado por especialistas médicos como mentalmente competente com base em suas ações calculadas, como comprar gasolina antes do incidente, o que significa que ele pode ser responsabilizado criminalmente pelo ataque que causou a morte de 36 pessoas.

A empresa, comumente chamada de “KyoAni” no país e no exterior, é conhecida internacionalmente por produzir filmes de animação de animes populares.

Aoba foi indiciado por homicídio, tentativa de homicídio, incêndio premeditado, arrombamento e invasão, bem como porte de armas de fogo e arma branca, conforme noticiou a Kyodo News.

A acusação ocorre 17 meses após seu ataque ao estúdio no bairro de Fushimi, em Kyoto, em 18 de julho de 2019, no qual ele sofreu queimaduras graves. A polícia não pôde cumprir um mandado de prisão até maio deste ano, principalmente porque ele estava em tratamento em razão das queimaduras.

Após sua prisão, Aoba admitiu ter ateado fogo no estúdio, dizendo: “Achei que poderia matar muitas pessoas usando gasolina”, disse ele, acrescentando que “acreditava ter ferido apenas duas pessoas (vítimas)”, segundo a polícia.

Devido a um histórico de doença mental, os promotores e a polícia de Kyoto têm investigado se Aoba pode ser responsabilizado criminalmente. Caso isso ocorra, ele poderá receber a sentença máxima, que vai desde prisão perpétua a pena de morte

O suspeito ficou detido para perícia entre 9 de junho e 11 de dezembro, com médicos realizando exames psiquiátricos. O julgamento deverá se concentrar no grau de sua responsabilidade.

Aoba está atualmente detido na Casa de Detenção de Osaka, que possui instalações médicas. Ele está acamado e precisa de cuidados diários.

Agiu por vingança

Imediatamente após ser detido por policiais próximos ao estúdio, Aoba disse que executou o ataque porque a empresa “roubou um romance” dele, segundo fontes investigativas.

Antes do ataque, a Kyoto Animation realizou concursos nos quais convidou a submissão de rascunhos de romances com a promessa de que os vencedores teriam seus trabalhos adaptados para animação.

O estúdio, no entanto, negou basear qualquer um de seus animes nos trabalhos que Aoba enviou para o concurso realizado pela empresa.

Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Kyodo News.