Economia Notícias

Venda de veículos no Japão cai 11,5% em 2020, maior queda em 9 anos

Foto: Arquivo/Ryota Kazu

Afetado pela Covid-19, o mercado automotivo do Japão encerrou 2020 amargando um dos maiores tombos de sua história.

  • 164
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    164
    Shares

As vendas de automóveis novos no Japão caíram 11,5% em 2020 na comparação com o ano anterior, maior tombo em 9 anos, segundo dados de órgãos da indústria automotiva do país, sinalizando que o resultado é devido aos efeitos da pandemia do novo coronavírus, informou a Kyodo News.

As montadoras japonesas venderam 4.598.615 carros no ano passado, incluindo miniveículos com motores de até 660 cc, de acordo com a Japan Automobile Dealers Association e a Japan Mini Vehicles Association.

O declínio de 11,5%  foi o maior desde 2011, quando as vendas de automóveis despencaram 15,1%, para cerca de 4.210.000 veículos, após o grande terremoto e tsunami que devastou o nordeste do Japão e interrompeu as cadeias de abastecimento.

A indústria automobilística registrou uma aceleração nas vendas após queda na primavera de 2020, quando o Japão foi colocado em estado de emergência devido ao crescimento no número de casos de Covid-19 no país.

Excluindo os miniveículos, as vendas de automóveis caíram 12,3%, para 2.880.527 unidades. Um total de 1.718.088 minicarros foram vendidos, o que representa retração de 10,1%, mostraram os dados.

A incerteza permanece quanto às perspectivas para 2021, à medida que o governo, lutando para lidar com o potente ressurgimento de infecções por coronavírus, declara outro estado de emergência.

Venda por marcas

A Toyota viu uma queda de 5,8% nas vendas domésticas em 2020 em relação ao ano anterior, enquanto seus concorrentes sofreram quedas de dois dígitos.

Por sua vez, a Nissan registrou um tombo de 27,5% em suas vendas no ano passado ante o ano anterior. Além do coronavírus prejudicar as vendas, a montadora está passando por uma forte reestruturação desde a saída do ex-presidente Carlos Ghosn.

Já a Mitsubishi foi a montadora que com o maior recuo entre as grandes fabricantes de veículos no Japão, registrando forte retração de 41,3%.

As outras montadoras, que sofreram menor queda, incluem Honda e Mazda, junto com a fabricante de minicarros Suzuki e Daihatsu, esta última é uma subsidiária da Toyota.

== Mundo-Nipo (MN)

  • 164
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    164
    Shares