Ciência e Saúde Notícias

Japão passa dos 30 mil casos e 1 mil mortes por Covid-19

©Reprodução/Kyodo

Em 24 horas, Japão registrou 790 novos infectados por Covid-19. Em Tóquio, o número diário se manteve acima de 200 por 5 dias seguidos.

  • 175
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    175
    Shares

O número de infectados por Covid-19 no Japão passou de 30.000, com 295 novos casos confirmados em Tóquio, enquanto o país continua sua luta contra a pandemia em meio a um aumento nas infecções nas áreas urbanas, informou neste domingo (26) a Kyodo News.

Com cerca de 790 casos registrados em 24 horas, a contagem nacional de pessoas contagiadas pelo novo coronavírus aumentou para mais de 30.460, incluindo cerca de 700 casos do Diamond Princess, o navio de cruzeiro que ficou em quarentena no porto de Yokohama em fevereiro.

O número subiu 10.000 em apenas três semanas, depois de ultrapassar 20.000 em 4 de julho, enquanto o número de mortos pelo vírus subiu para 1.009 em todo o país até às 24 horas de sábado (25).

Em Tóquio, a soma chegou a 366 casos diários na quinta-feira, no que se configura o maior total de infecções diárias confirmadas em apenas 24 horas na capital japonesa.

Pessoas entre 20 e 30 anos representam cerca de 60% do total de infectados em Tóquio | Foto: Reprodução/Kyodo

A contagem diária anunciada pelo governo metropolitano reflete os totais mais recentes relatados pelas autoridades de saúde e instituições médicas da capital.

Apelo da governadora de Tóquio

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, reiterou seu pedido aos moradores de usar máscaras, entre outras medidas de prevenção, para impedir que o vírus se espalhe.

Ela disse a repórteres que pessoas entre 20 e 30 anos representam cerca de 60% do total de infecções, mas os casos também estão se espalhando entre infectados de 40 e 50 anos. “o vírus está se espalhando para o distrito de Tama, no oeste de Tóquio, a partir da área central”, disse.

É o quinto dia consecutivo em que o número ultrapassou de 200 casos. O último relatório elevou o número total de infecções na capital para 10.975, depois que seus casos cumulativos de coronavírus atingiram a marca de 10.000 na quarta-feira.

Tóquio registrou novas infecções de três dígitos em um dia em apenas dois dias em julho.

Koike pediu aos moradores que evitem passeios não essenciais durante o feriado de quatro dias, depois de elevar o alerta de pandemia ao mais alto dos quatro níveis, indicando que “as infecções estão se espalhando”.

Com a pandemia local mostrando poucos sinais de desaceleração na capital, a polícia de Tóquio na sexta-feira à noite realizou inspeções em estabelecimentos de vida noturna, tais como bares, boates e restaurantes, nos distritos de Kabukicho e Ikebukuro, em Tóquio, onde foram detectadas focos de casos em grupo.

Após as inspeções policiais, funcionários do governo metropolitano, que também participaram, verificaram se os estabelecimentos cumpriam as diretrizes antivírus adequadas.

Painel no distrito de Shinjuku, em Tóquio, pede para a população manter o distanciamento social | Foto: Reprodução/Kyodo

Outras áreas urbanas também viram aumentos acentuados em casos confirmados desde que um estado de emergência no país foi totalmente levantado no final de maio.

Aumento dos casos em Osaka

A província de Osaka, no oeste do Japão, registrou 132 novos casos no sábado, após um registro de 149 casos no dia anterior, observando novas infecções de três dígitos pelo quarto dia consecutivo.

Entre os casos confirmados recentemente, 91 pessoas, ou cerca de 70%, tinham entre 10 e 39 anos, enquanto 80, ou cerca de 60%, foram infectadas por rotas desconhecidas, segundo o governo de Osaka.

Osaka se depara com uma revisão iminente de seu plano de garantir leitos hospitalares suficientes, já que os números de infecções em um dia ultrapassaram o pico projetado de 130, que serve de base para o cálculo do número necessário de leitos, pelo segundo dia consecutivo.

O país está emitindo um alerta amarelo com base em seus próprios padrões para avaliar a situação do crescente número de casos de coronavírus desde 12 de julho. Se a taxa de ocupação de leitos hospitalares para pacientes com sintomas graves atingir 70% ou mais até 6 de agosto, dentro de 25 dias, o alerta passará de amarelo para vermelho, indicando um estado de emergência, de acordo com o governo local.

Embora reconheça o rápido aumento de casos, o primeiro-ministro Shinzo Abe disse na sexta-feira que a situação atual não configura a necessidade de retomar um estado de emergência.

Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Kyodo News.

  • 175
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    175
    Shares