Política

China ordena mídia do país a “tomar posição dura” contra o Japão

China diz que “a mídia deve manter criticas” ao governo do primeiro-ministro Shinzo Abe após a reinterpretação de sua Constituição pacifista.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

Autoridades chinesas ordenaram a mídia on-line do país a “tomar uma posição mais rígida” quanto a decisão do governo japonês de usar suas forças militares “sob a alegação de defender outros países”, disseram nesta sexta-feira (4) fontes familiarizadas com o assunto à Agência Kyodo.

A diretiva diz que “a mídia deve manter criticas” ao governo do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pela aprovação da reinterpretação Constituição pacifista do Japão, permitindo o país exercer o direito de “legítima defesa coletiva”, disseram as fontes.

As autoridades solicitaram a mídia chinesa para “orientar o público a ter a visão correta” sobre o Japão, disseram as fontes, acrescentando que a ordem foi emitida após Gabinete de Abe decidir na última terça-feira a reinterpretar o 9º artigo da Constituição pós-guerra.

A recente modificação da Carta Magna, que permite pela primeira vez ao Japão exercer o chamado direito de “autodefesa coletiva”, foi aprovada em meio a fortes protestos, uma histórica modificação de sua Constituição pacifista..

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.