Política

Aviões e navios chineses voltam a gerar tensão entre China e Japão

O Japão tem movimentado seus caças para evitar que os aviões militares da China invadam o espaço aéreo japonês.

Do Mundo-Nipo

O Ministério da Defesa do Japão informou neste domingo que dois bombardeiros H-6 da China voaram entre o Mar da China Oriental e o Oceano Pacífico, sem violar os espaço aéreo japonês, um dia após sobrevoar águas entre as ilhas de Okinawa.

 

Dois aviões da Força Aérea de Auto-Defesa do Japão (Foto: CIA)

Dois aviões da Força Aérea de Auto-Defesa do Japão (Foto: CIA)

 

A Força Aérea de Autodefesa do Japão ficou alerta com seus aviões de combate, segundo o ministério.

Esta foi a primeira vez que o Ministério fez um pronunciamento depois de confirmar a passagem de uma avião bombardeiro chinês.

O Japão tem movimentado seus caças para evitar que os aviões militares da China invadam o espaço aéreo japonês.

Na sexta-feira (07), quatro navios da Guarda Costeira da China invadiram águas territoriais japonesas perto das Ilhas Senkaku, no Mar da China Oriental.

 

Força Marítima de Auto-Defesa do Japão (Foto: CIA)

Força Marítima de Auto-Defesa do Japão (Foto: CIA)

 

De acordo com a Guarda Costeira do Japão, os navios foram vistos em águas próximas às ilhas disputadas por volta das 08h15 de sexta-feira.

As Ilhas Senkaku, conhecidas na China como Diaoyu, são controladas por Tóquio e reivindicadas por Pequim.

A disputa pelas ilhas continua sendo uma fonte de tensão entre e China e Japão, mesmo após o primeiro encontro entre os líderes Shinzo Abe e Xi Jinping.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários